Leia também:
X Cachorro vai ao velório da dona e ‘chora’ ao lado do caixão

Togas novas de ministros do STJ custarão cerca de R$ 42,7 mil

Vestimentas serão renovadas, mesmo com sessões por videoconferência

Monique Mello - 30/04/2021 14h48 | atualizado em 30/04/2021 14h59

Vestimentas de integrantes do STJ serão renovadas por R$ 42.750 Foto: Reprodução

O Superior Tribunal de Justiça publicou edital para renovação das vestimentas dos integrantes da Corte. Serão compradas becas e camisas de gala, além de capas para ministros, advogados e atendentes do tribunal. E serão adquiridos acessórios como cordões com pingentes e punhos. Reparos nas peças em uso atualmente também estão previstos nos gastos. O valor total da licitação é de R$ 42.750. As informações são da colunista do UOL Carolina Brígido.

Esse gasto vultuoso com vestimentas foi estimado mesmo em meio à pandemia, período em que as sessões têm sido transmitidas de forma remota, por videoconferência.

O STJ informou, por meio de nota, que os valores expressos no edital são uma previsão do que pode ser gasto ao longo de um ano.

– Mas o valor final pode ser bem menor, pois o gasto somente ocorrerá sob demanda – diz o texto.

De acordo com o tribunal, a necessidade de realizar nova licitação se dá pelo fato de o contrato vencer neste mês. Ainda segundo a nota, em 2020, foram gastos R$ 5.125 com togas e consertos. Nos primeiros quatro meses de 2021, o valor desembolsado foi de R$ 1.560.

Cada capa usada no dia a dia dos tribunais custa R$ 900. O STJ vai comprar oito dessas, totalizando R$ 7.200. Essas capas possuem um cordão com pingente, que custam R$ 120 cada um. Serão comprados dez, totalizando R$ 1.200.

Já em eventos especiais, são usadas as capas de gala, que custam R$ 1.350 cada; camisa da beca de gala, R$ 400 cada; punhos extras, R$ 1.750 o lote.

Advogados também serão “agraciados” com três capas para fazerem sustentação oral nas sessões do tribunal, que custam R$ 900 cada. Atendentes, secretários receberão novos acessórios, no mesmo valor dos acessórios dos ministros.

O edital foi publicado no último dia 23. E a concorrência entre empresas interessadas está prevista para ser finalizada no dia 6 de maio.

Leia também1 Witzel se diz perseguido: 'Meu processo teve dedo do Bolsonaro'
2 Eduardo Bolsonaro registra B.O. contra vice-presidente do PSL
3 Justiça concede habeas corpus preventivo a Helder Barbalho
4 Diogo Mainardi xinga convidado durante Manhattan Connection
5 Cotado ao STF, ministro Martins libera obras do Museu da Bíblia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.