Leia também:
X Ministro do STF pede prisão após 2ª instância na pauta

Toffoli, do STF, nega pedido de Dirceu para não ser preso

Caso será ainda analisado pela Segunda Turma do STF

Henrique Gimenes - 19/04/2018 19h04

Defesa do ex-ministro entrou no STF para impedir prisão Foto: Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta quinta-feira (19), um pedido apresentado pela defesa do ex-ministro José Dirceu para evitar que ele fosse preso. Toffoli, no entanto, enviou o caso para análise pela Segunda Turma da Corte.

No pedido, a defesa queria evitar a prisão de Dirceu após seus recursos serem esgotados no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Nesta quinta, a Corte já rejeitou um recurso do ex-ministro.

Em 2015, o juiz Sergio Moro determinou a prisão de José Dirceu por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no processo que envolve a empreiteira Engevix. Em junho de 2016, Moro sentenciou Dirceu a 20 anos e dez meses, mas, em maio de 2017, o STF ordenou sua libertação. Atualmente, ele reside em Brasília e é monitorado por tornozeleira eletrônica.

Leia também1 STF nega novo recurso ao deputado Paulo Maluf
2 Bebê encontrado em lixo recebe alta e vai para abrigo

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.