Leia também:
X Mourão descarta intervenção militar na Venezuela

Suíça devolve R$ 1,4 bilhão apreendidos na Lava Jato

Promotoria suíça iniciou as investigações em abril de 2014

Jade Nunes - 09/04/2019 11h42 | atualizado em 09/04/2019 13h44

Dinheiro foi apreendido durante investigações da Lava Jato Foto: Agência Brasi/Rovena Rosa

O Ministério Público da Confederação Suíça informou, nesta terça-feira (9), que restituiu ao Brasil 365 milhões de francos suíços (aproximadamente R$ 1,4 bilhão) apreendidos previamente durante as investigações da operação Lava Jato.

A promotoria suíça iniciou as investigações em abril de 2014 por possíveis casos de lavagem de dinheiro e pagamentos de propina relacionados com a Petrobras e a Odebrecht, com o envolvimento de diversos políticos e empresários, tanto brasileiros quanto estrangeiros.

O órgão judicial, que coopera com a Justiça brasileira nas investigações, ressaltou que as mesmas ainda estão longe de terminar e que há em torno de 700 milhões de francos suíços (cerca de R$ 2,6 bilhões) congelados na Suíça pelas autoridades por este motivo.

Há ainda abertos neste país, 70 procedimentos judiciais relacionados com o caso, destacou a instituição um dia depois de o procurador-geral suíço, Michael Lauber, se reunir com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em Brasília.

Na Suíça, o escândalo com múltiplas ramificações internacionais levou as autoridades a investigar grandes firmas locais como Vitol, Trafigura e Glencore.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Mourão descarta intervenção militar na Venezuela
2 Neta e avó desaparecem após temporal no Rio de Janeiro
3 Verônica Costa é condenada à prisão por torturar ex-marido

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.