Leia também:
X TCU irá investigar gastos com cartão corporativo de Bolsonaro

STF dá 180 dias para polícia do RJ instalar câmeras em fardas

Decisão faz parte de série de ações para reduzir a letalidade policial

Gabriela Doria - 03/02/2022 18h04 | atualizado em 03/02/2022 18h10

PM do Rio terá 180 dias para cumprir determinação do STF Foto: Divulgação/PMERJ

Por 9 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (3), estabelecer um prazo de 180 dias para que as forças policiais do Rio de Janeiro coloquem câmeras de segurança e aparelhos de GPS nas viaturas e nas fardas dos policiais. A decisão faz de uma série de ações que o STF quer implementar na segurança do estado do Rio de Janeiro para reduzir a letalidade policial.

Apenas os ministros Nunes Marques e André Mendonça, indicados à Corte pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), votaram contra a imposição do prazo.

A determinação surge após o governo do Rio adquirir mais de 21 mil câmeras portáteis. Os equipamentos foram usados pela primeira vez no último Réveillon em Copacabana e ainda está em fase de testes.

Além do prazo para a instalação dos equipamentos, o Supremo ainda estabeleceu que o governo do Rio elabore, dentro de 90 dias, um plano para reduzir a violência nas ações policiais. O Palácio Guanabara afirmou, em nota ao site Uol, que “se antecipou e já está concluindo” um planejamento nesse sentido.

A discussão sobre as ações policiais no estado do Rio ocorrem no STF desde 2020, quando os ministros decidiram, por maioria dos votos, suspender as incursões policiais nas favelas durante a pandemia – exceto em situações excepcionais e após notificar a Corte.

Leia também1 USP terá que pagar R$ 500 mil a pais de aluno morto em elevador
2 TCU irá investigar gastos com cartão corporativo de Bolsonaro
3 Lula garante que vai "intervir" na Petrobras se for eleito
4 Justiça condena Eustáquio a indenizar em R$ 10 mil o PSOL
5 Sérgio Camargo desativa conta no Twitter e anuncia novo perfil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.