Leia também:
X Malafaia ironiza o DataFolha por mostrar Lula com ‘56% de votos’

Sheherazade quer R$ 44 mil de Jean Wyllys por danos morais

Processo é resultado de uma "discussão" no Twitter

Monique Mello - 17/09/2021 15h22 | atualizado em 17/09/2021 16h03

Rachel Sheherazade e Jean Wyllys trocaram farpas nas redes sociais Arte: Pleno.News

A jornalista Rachel Sheherazade está processando Jean Wyllys por danos morais, após troca de farpas no Twitter. O processo, protocolado na última terça-feira (14), tramita em uma das Varas do Juizado Especial Cível da Comarca de Barueri, em São Paulo. A ex-SBT pede R$ 44 mil em indenização, de acordo com Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

A acusação de Sheherazade é de que o ex-deputado federal teria insinuado, por meio de sua conta no Twitter, que ela era racista. Segundo a jornalista, tal afirmação prejudica sua honra e imagem.

A defesa afirma na petição inicial que “o conteúdo publicado pelo réu (Wyllys), ao afirmar que a autora (Sheherazade) é racista e hipócrita, imputa a prática de atos gravíssimos e infundados, aptos a repercutir na honra e na imagem da autora. Além disso, o conteúdo nitidamente não possui caráter informativo, pois [é] desprovido de fonte ou prévia investigação, não merecendo se enquadrar outrossim, na livre manifestação do pensamento”.

Rachel Sheherazade também exige que Jean Wyllys remova a postagem de seu perfil no Twitter.

Na publicação que motivou o processo, Jean escreveu:

– Rachel Sheherazade é uma racista hipócrita que quer reescrever o passado, atribuindo a outros o monstro que a direita pariu. Quando eu reagi à indignidade da apologia à tortura (crime que ela também cometeu na tevê), cuspindo num fascista, este já estava criado por gente como ela.

O comentário na verdade foi em resposta a uma publicação anterior da jornalista. Em 30 de agosto, ela usou o Twitter para criticar o ex-deputado pelo episódio envolvendo uma cuspida dele em Jair Bolsonaro. Para Sheherazade, atitudes da extrema esquerda foram responsáveis pela ascensão de Bolsonaro à Presidência da República.

– A gênese do bolsonarismo. A esquerda radical e irracional rivalizou com um deputadozinho inexpressivo, que habitava há décadas o submundo do terceiro escalão. Deu palco pra maluco dançar. E ele dançou, deitou, rolou e se elegeu. Esquerda radical, assuma, pois esse filho é seu! – escreveu.

Leia também1 Justiça proíbe União de "atentar contra honra" de Paulo Freire
2 Xuxa diz que pacto com o diabo não a faria ter tudo o que tem
3 Projeto de Carlos obriga atletas a competir segundo sexo biológico
4 Globo está na mira do Sindicato dos Artistas, diz colunista
5 Bolsonaro promete falar "verdades" em seu discurso na ONU

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.