Leia também:
X Bolsonaro sanciona, com vetos, texto que substitui LSN

Setembro Amarelo: Você sabe como surgiu a campanha?

Mês visa à conscientização da prevenção do suicídio

Pleno.News - 02/09/2021 13h40 | atualizado em 02/09/2021 14h55


Campanha Setembro Amarelo visa à prevenção do suicídio

Segundo dados da OPAS/OMS (Organização Mundial da Saúde), a cada ano, cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida e um número ainda maior de indivíduos tenta suicídio. Para 2021, são esperados números ainda maiores devido à pandemia do novo coronavírus.

Na quarta-feira (1º), teve início o mês da campanha Setembro Amarelo, que visa à prevenção do suicídio no Brasil. A cor amarela foi escolhida em 1994 para simbolizar a luta contra o suicídio, mas a campanha só foi instituída no país em 2015. Você sabe como ela surgiu?

MUSTANG AMARELO
Em setembro de 1994, a história do adolescente Mike Emme, de 17 anos, chocou os Estados Unidos. Ele morava em Westminster, Colorado, e era descrito pelos pais como um jovem de bom coração, generoso e bem humorado. Ele era aficionado por Mustangs e decidiu comprar um e restaurá-lo sozinho. Ele pintou o carro todo de amarelo brilhante. No entanto, passava por um quadro de depressão e ansiedade e não conseguiu pedir ajuda.

No dia 8 daquele mês, os pais de Mike, Dale e Darlene Emme, encontraram o filho morto dentro do carro. Ele havia atirado em si mesmo e escrito uma carta para os pais: “Pai, mãe, não se culpem. Eu amo vocês. Com amor, Mike. 11:45 p.m.” Mike cometeu suicídio sete minutos antes de os pais o encontrarem.

Mustang de Mike Emme Foto: Arquivo pessoal

No dia do enterro de Mike, pessoas próximas ao rapaz confessaram nunca terem percebido quaisquer sinais de angústia nele. Como forma de homenagear Mike e, ao mesmo tempo, trazer uma conscientização para a causa, amigos dele fizeram uma cesta com 500 cartões, enfeitados com fitas amarelas que traziam a mensagem “Se você precisar, peça ajuda”.

YELLOW RIBOON
A história de Mike Emme comoveu os Estados Unidos e, então, naquele ano, foi criada a fundação Yellow Ribbon (Fita Amarela), para conscientizar sobre a depressão e promover a prevenção do suicídio.

O símbolo passou a ser adotado por campanhas em outros países e chegou ao Brasil em 2015, por iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A campanha ainda instituiu o dia 10 de setembro como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

Setembro Amarelo surgiu no Brasil em 2015 Foto: Divulgação

COMO IDENTIFICAR A AMEAÇA
Estar disponível emocionalmente é uma estratégia de salvação de vidas. É buscar inverter o chamado “capital afetivo”, em que há afetividade do comércio e a comercialização dos afetos. E saber direcionar corretamente as emoções para quem está sofrendo pode diminuir comportamentos suicidas. Estratégias bem orientadas e ações equilibradas podem dar início a um trabalho que conduza as taxas de suicídio a nível zero.

A psicóloga Rebeca Cerqueira, do Rio de Janeiro, explicou ao Pleno.News que a melhor maneira de ajudar é estar atento às necessidades das pessoas.

– A atenção dos familiares e amigos é fundamental para ajudar a pessoa com depressão. Muitas vezes ela sabe que precisa de ajuda, mas não tem forças para ir atrás. Seja a favor de uma campanha responsável e indique o serviço de psicologia aplicada mais próximo. Há diversos locais que oferecem atendimento gratuito! Universidades federais, privadas e organizações sem fins lucrativos seguem funcionando. Mesmo com a pandemia, muitos atendimentos gratuitos são feitos de forma remota. Às pessoas próximas cabe o papel do incentivo e apoio na busca por ajuda – declarou.

BUSQUE AJUDA
No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda, ligue para o número 188 ou acesse o site.

Leia também1 Suicídio entre pastores gera sinal de alerta permanente
2 Suicídio mata mais policiais do que confronto com o crime
3 Governo lança novo vídeo de combate ao suicídio
4 Suicídio: o que fazer diante de uma ameaça
5 Governo lança campanha contra o suicídio de jovens

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.