Leia também:
X Gilmar Mendes e Cármen Lúcia faltam à posse de Mendonça

Servidores da Anvisa acusam Jair Bolsonaro de ‘intimidação’

Técnicos divulgaram nota de repúdio às falas do presidente em sua última live

Monique Mello - 17/12/2021 12h45 | atualizado em 17/12/2021 12h50

Jair Bolsonaro virou alvo de repúdio de técnicos da Anvisa Foto: PR/Alan Santos

A Associação dos Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Univisa) divulgou, nesta sexta-feira (17), uma nota de repúdio à decisão do presidente Jair Bolsonaro de pedir o nome das pessoas responsáveis pela aprovação da vacina contra a Covid para crianças de 5 a 11 anos de idade.

– A Anvisa não está subordinada a mim. [Vou] Deixar bem claro isso. Não interfiro lá. Eu pedi, extraoficialmente, o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento de quem são essas pessoas e, obviamente, formem o seu juízo – afirmou o presidente em live desta quinta-feira (16).

Servidores classificaram a atitude do presidente como “tentativa de intimidação”. Em nota, a Univisa afirmou que a intenção de divulgar a identidade dos envolvidos na análise técnica “não traz consigo qualquer interesse republicano”.

Os servidores acusaram o presidente Bolsonaro de praticar retaliação e defendem que a publicação de dados pessoais pode colocar em risco a “vida e a integridade física” dos trabalhadores.

Leia também1 Doria 'ignora' governo federal e vai comprar Pfizer para crianças
2 "Não é consensual", diz Queiroga sobre vacinação de crianças
3 Bolsonaro vai a posto médico pela terceira vez em 11 dias
4 Passaporte da vacina: Nunes Marques interrompe julgamento
5 MPF quer afastar a presidente do Iphan após fala de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.