Leia também:
X Padre é preso suspeito de assalto a três lojas no Rio Grande do Sul

Saúde decide comprar doses das vacinas da Pfizer e da Janssen

Ministro Pazuello pediu para equipe acelerar transação

Pleno.News - 03/03/2021 17h25 | atualizado em 03/03/2021 17h49

Brasil decide comprar vacinas da Pfizer e da Janssen Foto: EFE/Luis Eduardo Noriega A.

O Ministério da Saúde informou, nesta quarta-feira (3), que irá comprar as vacinas da Pfizer e da Janssen. Segundo a pasta, o ministro Eduardo Pazuello pediu para a sua equipe “acelerar” os contratos. Em reunião com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o general afirmou que a compra com a Pfizer poderia ser concluída ainda nesta quarta.

O ministro não informou quantas doses da Pfizer devem ser compradas. Em apresentações recentes a prefeitos e governadores, Pazuello disse que a negociação seria por 100 milhões de doses, com a entrega de uma primeira parcela de 8,71 milhões de doses em julho e do restante entre outubro e dezembro.

A Câmara aprovou na terça-feira (2) um projeto para que a União possa assumir as responsabilidades por eventuais efeitos adversos de vacinas da Covid-19. Trata-se de exigência da Pfizer e da Janssen que o governo vinha apontando como abusiva.

Como revelou o Estadão, esta permissão chegou a ser colocada em versão prévia da medida provisória 1.026/2021, com aval da pasta de Pazuello e da área jurídica do governo, mas foi excluída do texto final, publicado em janeiro.

Pazuello também pediu para a sua equipe acelerar a compra da vacina da Janssen, segundo apurou o Estadão com um auxiliar do ministro. Este imunizante tem eficácia de 66% e exige a aplicação de apenas uma dose, mas ainda não tem aval para uso no Brasil. O Brasil negocia 38 milhões de doses desta vacina, que chegariam ao país a partir de outubro.

A vacina da Pfizer foi a primeira a receber registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contra a Covid-19, em 23 de fevereiro. O imunizante tem eficácia global de 95%. Para a população acima de 65, alcança 94%, segundo avaliou a agência sanitária.

*Estadão

Leia também1 Pouca procura pela CoronaVac preocupa autoridades uruguaias
2 Avião com doses de vacina bate em jumento em pista de pouso
3 Covaxin tem eficácia de 80,6%, apontam dados preliminares
4 Chanceler irá a Israel por spray contra Covid-19, diz Bolsonaro
5 Covid-19: Brasil já vacinou mais de 7,1 milhões de pessoas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.