Leia também:
X ‘Se Bolsonaro tivesse combatido a pandemia, ninguém tiraria a eleição dele’, diz Temer

Rússia autoriza extradição de suspeito de atacar P. dos Fundos

Eduardo Fauzi pode ser entregue à PF a qualquer momento

Gabriela Doria - 13/01/2022 21h31 | atualizado em 14/01/2022 10h35

Eduardo Fauzi fugiu para a Rússia após ser identificado pela PF Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Justiça da Rússia autorizou a extradição do empresário e economista Eduardo Fauzi para o Brasil. Fauzi é acusado de atirar coquetéis molotov dentro do prédio onde funciona a produtora de vídeos do canal Porta dos Fundos, no Humaitá, na Zona Sul do Rio, em 24 de dezembro de 2019.

Fauzi foi preso pela Interpol em setembro do ano passado, em Moscou. Ele pode ser entregue à Polícia Federal brasileira no Aeroporto Internacional de Moscou a qualquer momento. É possível também que a entrega do acusado seja realizada dentro de um avião ou na escada de uma aeronave, algumas horas antes do retorno para o Brasil. O economista ficará em um presídio localizado no bairro de Benfica, na Zona Norte do Rio.

Na época do atentado, o Porta dos Fundos foi amplamente criticado por lançar o especial de Natal A Primeira Tentação de Cristo, em que Jesus, interpretado por Gregório Duvivier, era homossexual.

As investigações sobre o atentado apontam que cinco pessoas participaram do ataque ao prédio. No entanto, só Fauzi aparece com o rosto descoberto.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público acusa o empresário de ter assumido o risco de matar o vigilante do prédio da produtora. O documento diz ainda que o segurança só sobreviveu porque reagiu rápido ao ataque, conseguindo controlar o incêndio provocado pelos coquetéis e, em seguida, saindo do local.

Leia também1 Hang acusa Twitter de 'censura' e garante que 'seguirá lutando'
2 Otaviano Costa vai apresentar reality culinário no SBT
3 Carlos Bolsonaro ironiza a Globo após casos de Covid no BBB22
4 Globo confirma três casos de Covid-19 no elenco do BBB 22
5 Jovem Pan negocia com diretor da RedeTV! para assumir canal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.