Leia também:
X Bolsonaro cita texto da Bíblia para homenagear as mulheres

Ronaldinho e Assis podem ter cometido outros crimes

Justiça do Paraguai afirma que os irmãos receberam os passaportes falsos ainda no Brasil

Rafael Ramos - 08/03/2020 17h40

Justiça acredita que Ronaldinho e Assis receberam os passaportes falsos no Brasil Foto: EFE/ Nathalia Aguilar

Com prisão preventiva decretada pela Justiça do Paraguai, Ronaldinho Gaúcho e o irmão Assis podem ter cometido outros crimes no país de acordo com o promotor Osmar Legal. Responsável pelo caso em Assunção. Osmar disse que os brasileiros estão colaborando com as investigações.

– Ainda não podemos adiantar sobre os passos das investigações, mas há indícios que outros crimes foram cometidos. Temos informações que eles já receberam os documentos falsos ainda no Brasil e também sabemos que eles utilizaram esses documentos para entrar no Paraguai. Os passaportes têm registros e assinaturas deles, então para nós fica claro que foram utilizados. Essas informações ainda são sigilosas, mas nós já temos informações concretas sobre como esses passaportes chegaram ao Ronaldo e ao Assis.

O promotor explicou que Ronaldinho e Assis não assumiram a culpa pelo crime. Apesar da fama e influência, os dois serão julgados como cidadãos comuns.

– A Lei deve ser igual para todos, seja Ronaldinho ou qualquer outro cidadão. Ele é uma pessoa muito querida, mas nós precisamos fazer o nosso trabalho como se fosse uma pessoa qualquer – ressaltou Osmar Legal.

Responsável pela defesa dos irmãos, o advogado Sergio Queiroz classificou a prisão como ilegal e abusiva. Ele afirmou que a Justiça determinou a continuidade da prisão mesmo não havendo má-fé já que, segundo Queiroz, seus clientes não sabiam que os documentos eram falsos.

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.