Leia também:
X Fux tenta “destravar” sabatina e liga para Pacheco e Alcolumbre

Queiroga admite que há “eventos adversos” relacionados à vacina

Ministro também disse que não há motivos para suspender vacinação

Pierre Borges - 20/09/2021 14h06 | atualizado em 20/09/2021 14h13

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga Foto: Agência Brasil/Fabio Pozzebom

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu nesta segunda-feira (20) que há “eventos adversos” relacionados à vacina contra a Covid-19, mas reforçou que a vacinação em adolescentes não pode ser interrompida.

– Eventos adversos existem e não são motivos para suspender vacinação – disse o ministro em entrevista coletiva.

No início do mês, uma adolescente de 16 anos morreu oito dias após receber a primeira dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19. Uma investigação do Ministério da Saúde concluiu que a morte não possui relação com a vacina, pois foi causada por púrpura trombocitopênica trombótica (PTT), um distúrbio que acarreta na formação de pequenos coágulos de sangue que impedem o fluxo sanguíneo de chegar a órgãos vitais, como o cérebro e o coração.

Entretanto, não foi descoberta a causa dos coágulos, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) dará prosseguimento à investigação após receber informações da Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo sobre o óbito.

– Mesmo que [a morte desta adolescente] tenha sido [um evento adverso], não invalida a vacinação – reforçou Queiroga, ao comentar o caso.

As declarações foram feitas na saída do hotel Queiroga está hospedado. Ele e outros seis ministros estão em Nova York, formando a comitiva que acompanha o presidente Jair Bolsonaro na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

O cardiologista ainda aproveitou a oportunidade para frisar a necessidade de obedecer as recomendações do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Ao todo, 20 capitais e o Distrito Federal ignoraram as recomendações da pasta da Saúde sobre a suspensão de vacinas em adolescentes.

– Precisamos avançar acima de 18 anos e obedecer as recomendações do PNI – afirmou.

Leia também1 Fux tenta "destravar" sabatina e liga para Pacheco e Alcolumbre
2 Pabllo Vittar diz que usará sua força para eleger Lula em 2022
3 EUA libera entrada de turistas vacinados a partir de novembro
4 Ao vivo! GloboNews faz torcida escancarada por Renan na CPI
5 Vice-dirigente do PT diz que sigla pode dividir palanque com MBL

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.