Leia também:
X Figueiredo expõe 3 generais do alto comando do Exército

PT: Equipe de Lula deseja colocar antivacinas como criminosos

O grupo se preocupa com a baixa adesão às campanhas de vacinação nos últimos anos

Leiliane Lopes - 29/11/2022 14h55 | atualizado em 29/11/2022 16h19

Senador Humberto Costa (PT-PE) Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A equipe de transição do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estuda a possibilidade de enquadrar pessoas ou grupos contrários às vacinas em crime contra a saúde pública.

O grupo técnico da Saúde formado para realizar as mudanças para o próximo governo conseguiu informações de que a média de vacinação dos programas anuais caiu muito nos últimos anos.

Para combater o discurso antivacina, a equipe do petista estuda formas de incentivar a população a voltar aos postos para manter a vacinação em dia. Principalmente, as vacinas infantis que fazem parte do Programa Nacional de Imunização (PNI).

– Há uma preocupação muito forte de fazer o enfrentamento a esse tipo de narrativa que tem hoje. Fazer um levantamento de quais são os grupos, as pessoas, alguém que seja referência em disseminar a desinformação sobre essa questão da vacina é um dos objetivos da discussão – revelou o senador Humberto Costa (PT-PE) em entrevista ao Correio Braziliense.

Leia também1 PEC da Transição supera mínimo de assinaturas para tramitação
2 Mourão recebe Geraldo Alckmin no Palácio do Planalto
3 STF marca julgamento que pode libertar Sérgio Cabral
4 Lula pede libertação de Julian Assange, criador do WikiLeaks

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.