Leia também:
X Procurador do caso da “camisa de Bolsonaro” vai deixar o cargo

“Preocupação da Saúde com a Covaxin é zero”, diz Queiroga

Ministro voltou a dizer que não foi gasto nenhum dinheiro com a vacina

Pleno.News - 24/06/2021 14h49 | atualizado em 24/06/2021 14h54

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga comentou sobre comprada Covaxin Foto: MS/Walterson Rosa

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (24) que o contrato para a compra da vacina indiana Covaxin está sendo analisado pelo setor jurídico da pasta e que “a preocupação do Ministério da Saúde com esse assunto Covaxin é zero”.

– A Covaxin está na rubrica da Sputnik, a mesma coisa, igualzinho. Então, não é motivo de preocupação para o ministro da Saúde – afirmou.

O ministro disse ainda que “não foi pago nenhum centavo e nem vai ser”, embora o governo já tenha reservado o recurso para honrar o contrato, que prevê a compra de 20 milhões de doses da Covaxin, no valor de R$ 1,6 bilhão. Um pouco menos irritado do que ontem, quando abandonou uma entrevista após ser questionado sobre supostas irregularidades no contrato para aquisição do imunizante da Índia, Queiroga disse que as suspeitas levantadas sobre a vacina não estão prejudicando em nada o planejamento para a vacinação no país.

– Esta questão está no setor jurídico do Ministério da Saúde. Não foi pago um centavo, não foi pago um centavo e nem vai ser. Não está prejudicando nada. A gente já comprou 630 milhões de doses de vacinas e a campanha de vacinação do Brasil está indo muito bem – disse o ministro em conversa com jornalistas, na frente do Ministério da Saúde, em Brasília.

Os indícios de corrupção e favorecimento no contrato da vacina estão sendo investigados pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid no Senado. Nesta sexta-feira (25), a CPI ouve o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda e seu irmão, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que denunciam irregularidades na compra da vacina Covaxin pelo governo federal e afirmam que avisaram, pessoalmente, o presidente Jair Bolsonaro dessas irregularidades.

*AE

Leia também1 Jair Bolsonaro: 'Não tenho que responder perguntas de idiotas'
2 Secom defende governo federal nas redes sobre caso da Covaxin
3 Onyx afirma que Luis Miranda forjou documento da Covaxin
4 Renan: 'Vamos convocar Onyx. Se reincidir, pediremos a prisão'
5 Aziz diz que Onyx soa como 'miliciano ameaçando pessoas'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.