Leia também:
X Governo manda aviões à China para buscar máscaras

Por Covid, Roger Abdelmassih vai para prisão domiciliar

Ex-médico foi condenado a 173 anos de prisão

Gabriela Doria - 14/04/2020 18h06 | atualizado em 15/04/2020 07h44

Roger Abdelmassih passou para o regime domiciliar por causa da Covid-19 Foto: Secretaria Nacional de Antidrogas

O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a mais de 170 anos de prisão por abusar sexualmente de pelo menos 37 pacientes, recebeu da Justiça a permissão para cumprir pena em casa por causa da pandemia da Covid-19. Abdelmassih, que tem 76 anos e doenças crônicas, faz parte do grupo de risco da doença.

A decisão é da juíza Sueli Zeraik, da Vara de Execuções Penais de Taubaté. O detento deixou a penitenciária de Tremembé nesta terça. O Ministério Público irá entrar com recurso para derrubar a decisão.

Em sua decisão, Zeraik argumentou que a prisão domiciliar para detentos do grupo de risco foi uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A medida é válida por 90 dias.

Por falta de tornozeleira eletrônica, Roger Abdelmassih foi liberado do uso do equipamento. Ele só poderá sair de casa para emergências médicas.

Pelo menos outros 61 presos de Tremembé passaram ao regime domiciliar por causa da pandemia do novo coronavírus.

Leia também1 Para evitar contato, ladrão anuncia assalto com bilhete
2 Pai que matou filho de 1 ano é encontrado morto em cela
3 Cerca de 30 mil detentos já foram liberados por pandemia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.