Leia também:
X Casal é preso em MG suspeito de estuprar os próprios filhos

Zambelli aciona o MPF após o YouTube ‘censurar’ o Terça Livre

Empresa excluiu canais do site de sua plataforma

Henrique Gimenes - 05/02/2021 16h45 | atualizado em 05/02/2021 17h17

Deputada federal Carla Zambelli Foto: Reprodução

Após o YouTube alegar reiteradas violações como justificativa para remover o canal do site Terça Livre, a deputado federal Carla Zambelli (PSL-SP) decidiu tomar uma atitude contra a “censura”. Em sua conta do Twitter, ela informou que acionou o Ministério Público Federal pedindo a “tomada urgente de providências” contra a iniciativa do YouTube.

Em nota, a empresa chegou a informar que todos os conteúdos na plataforma “precisam seguir nossas diretrizes de comunidade” e apontou que age “rapidamente sobre aqueles que estão em desacordo com nossas políticas”. Além disso, o YouTube disse ainda que “se reserva o direito de restringir a criação de conteúdo de acordo com os próprios critérios”.

Para Zambelli, no entanto, as autoridades “devem agir contra a censura”.

– Protocolamos no MPF ofício pedindo a tomada urgente de providências contra a censura do YouTube ao Terça Livre. “Diretrizes da comunidade” NÃO ESTÃO ACIMA da Constituição Federal, do Pacto de San José ou do Marco Civil da Internet. As autoridades precisam agir contra a censura – escreveu ela.

Leia também1 'Não admitirei censura', diz Frias após exclusão do Terça Livre
2 YouTube alega violações e exclui canais do Terça Livre do site
3 Deputado vai 'enquadrar' Google por 'censura' contra o Terça Livre
4 Oswaldo Eustáquio recebe laudo com quadro de paraplegia
5 Donald Trump Jr. anuncia que criou canal no Telegram

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.