Leia também:
X Homem “desaparecido” dentro da própria casa é achado morto

YouTube mantém live de Jair Bolsonaro no ar e cita liberdade

No vídeo, presidente levanta suspeita sobre sistema eleitoral em reunião com embaixadores

Pleno.News - 21/07/2022 10h12 | atualizado em 21/07/2022 17h39

Jair Bolsonaro em reunião com diplomatas Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

O YouTube decidiu não remover a live da reunião do presidente Jair Bolsonaro (PL) com embaixadores realizada no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (18). Na ocasião, o chefe do Executivo levantou suspeitas sobre a segurança do sistema eleitoral brasileiro. A plataforma afirmou não ter encontrado violações aos seus regulamentos, e defendeu que trabalha a fim de equilibrar liberdade de expressão e a segurança para quem se informa por meio da plataforma.

– Após revisão, não foram encontradas violações às políticas de comunidade do YouTube no vídeo em questão, postado em 18 de julho no canal Jair Bolsonaro – assinalou o YouTube, em nota enviada à Folha de S.Paulo nesta quarta-feira (20).

A empresa destacou ainda que ouve especialistas externos, criadores de conteúdo e também a sociedade civil a fim de elaborar suas normas.

Na live de cerca de 45 minutos, o presidente Jair Bolsonaro baseia sua apresentação em um inquérito aberto pela Polícia Federal em 2018, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a invasão de um hacker ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O órgão disse em outras oportunidades que esse acesso foi bloqueado e não interferiu nos resultados. O chefe do Executivo, por sua vez, cita o episódio para apontar fragilidade na segurança.

Apesar da decisão do YouTube em relação ao vídeo, a plataforma removeu nesta semana uma live de teor semelhante transmitida pelo presidente em julho de 2021. Segundo a empresa, o conteúdo violou suas diretrizes e pontuou que as regras “devem ser seguidas por todos os usuários da plataforma”. A empresa não divulgou os critérios que seguiu para banir um dos vídeos e manter o outro.

Leia também1 Bolsonaro sobre novo presidente da Colômbia: "Não tem Deus"
2 Bolsonaro assiste ao jogo do Flamengo, no Mané Garrincha
3 Ciro: Lula e Bolsonaro "disputam quem é o mais corrupto"
4 Gilmar diz que quis acreditar em fraude por eleição de Bia Kicis
5 Defesa de Bolsonaro quer ação sobre discurso de ódio rejeitada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.