Witzel diz que apoia pacote anticrime, mas com ressalvas

Mandatário pediu maior integração entre as polícias

Pleno.News - 09/10/2019 15h03

Wilson Witzel Foto: Agência Brasil/Antonio Cruz

Em seu discurso no Fórum dos Governadores, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez críticas ao pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e pediu a criação de um Sistema Único de Segurança.

– O modelo penitenciário é ruim, é preciso integrar as polícias. Estamos prendendo no varejo, temos que prender no atacado. Não resolve o problema. A (dificuldade) está na gestão. Se nós não modificarmos a forma como lidamos com a polícia não vamos ter resultados. O combate deve asfixiar o crime no atacado, no tráfico de drogas e na lavagem de dinheiro – disse o governador ao falar sobre o pacote anticrime.

Apesar das críticas, Witzel afirmou que defenderá a medida, mas com ressalvas. Ele acredita que a proposta poderá ser mais eficaz se as facções criminosas forem classificadas como “narcoterroristas” e criticou o foco no recrudescimento de pena. O governador também pediu mais integração entre as polícias do país.

– É fundamental para que possamos vencer os problemas, especialmente o tráfico, com maior integração entre as polícias, com transferência da competência nacional do combate ao tráfico para os estados – defendeu o governador do Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM+ Presidente do PSL responde Bolsonaro: "Já está afastado"
+ RJ: Carlos retorna à Câmara de Vereadores após licença
+ Greenwald: "Vamos ter muito mais vazamentos no futuro"


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo