Leia também:
X Bolsonaro promete ‘novidades’ no porte e posse de armas

Weintraub vai à PF e defende liberdade de expressão

"A liberdade de expressão não pode ser violada sob nenhum pretexto", destacou o ministro

Ana Luiza Menezes - 04/06/2020 17h12 | atualizado em 04/06/2020 17h54

Ministro Abraham Weintraub (Educação) deixa prédio da PF em Brasília Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Nesta quinta-feira (4), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi até a sede da Polícia Federal em Brasília para prestar depoimento no inquérito que apura suposto crime de racismo cometido em uma rede social.

O depoimento estava previsto para esta quinta, mas por falta de tempo para análise, Weintraub ficou pouco tempo no local e entregou o depoimento por escrito ao escrivão e a um policial.

Do lado de fora, ele foi filmado e aplaudido por apoiadores. Abraham destacou que a liberdade é importante em uma democracia.

https://twitter.com/CarolDeToni/status/1268623866202591233

Já em suas redes sociais, o ministro comentou a ida à PF e voltou a ressaltar a validade da liberdade de expressão.

– Prestei depoimento à PF, em respeito à Polícia. Fui muito bem recebido pelo diretor-geral Rolando e por toda sua equipe. Agradeço especialmente a você, que me apoia na luta pela liberdade! Enriquecimento ilícito, servidor público bilionário e roubar o dinheiro do cidadão, do pagador de impostos, deveria ser o principal crime a constar na Lei de Segurança Nacional. A liberdade de expressão não pode ser violada, sob nenhum pretexto – defendeu.

Leia também1 Bolsonaro promete 'novidades' no porte e posse de armas
2 Web não perdoa e queda de Joice vira meme: #PeppaCaiu
3 "Liberdade de expressão tem que valer para todo mundo"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.