Leia também:
X Eduardo Leite diz que Covid está sob controle no RS

Weintraub fica em silêncio durante depoimento à PF

Ministro da Educação foi questionado por falar em prender "vagabundos" do STF

Henrique Gimenes - 29/05/2020 16h39 | atualizado em 29/05/2020 18h05

Ministro da Educação, Abraham Weintraub Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Na manhã desta sexta-feira (29), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, prestou depoimento à Polícia Federal (PF) no inquérito das Fake News, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele se manteve o tempo todo em silêncio e não respondeu a nenhuma pergunta feita. A informação foi dada pelo portal G1.

O depoimento foi realizado no Ministério da Educação.

O inquérito das Fake News é relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, que foi quem determinou o depoimento de Weintraub. A intenção era esclarecer a declaração dada pelo ministro durante uma reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril, quando falou em prender os “vagabundos” do Supremo.

– Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF – disse o ministro no encontro.

A declaração aparece na gravação da reunião, que teve o sigilo retirado pelo ministro Celso de Mello, do Supremo, na semana passada.

O governo tentou evitar o depoimento de Weintraub, e entrou com um pedido de habeas corpus no STF. O documento foi assinado pelo ministro da Justiça, André Mendonça.

Leia também1 Jair Bolsonaro condecora Weintraub e Augusto Aras
2 Weintraub reage: "Tenho o direto de falar do Holocausto"
3 Governo pede suspensão do depoimento de Weintraub
4 Abraham Weintraub compara ação da PF ao nazismo
5 Weintraub diz que não atacou instituições durante reunião

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.