Leia também:
X Lula defende empréstimo para construir metrô na Venezuela

Web se une em ação contra o PL das Fake News: “#PL2630Nao”

Proposta polêmica deve ser votada em breve na Câmara dos Deputados

Henrique Gimenes - 06/04/2022 14h53 | atualizado em 06/04/2022 15h36

Prestes a ser votado na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei número 2630, de 2020 (PL 2630/2020), passou a ganhar forte oposição de usuários de redes sociais. Conhecido como PL das Fake News, o texto apresenta medidas que teriam por objetivo ajudar no combate às fake news. No entanto, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro apontaram que o texto deve promover o controle de conteúdos no país e levantaram a #PL2630Nao.

A tag chegou a ser o assunto mais comentado do Twitter nesta quarta-feira (6), com críticos apontando a possibilidade de censura nas redes sociais. Além disso, questionaram quem iria definir o que seria classificado como fake news.

A proposta já chegou a ser criticada por empresas de internet, como o Google, que publicou um texto apontando uma série de situações que poderiam ser prejudicadas com a aprovação do texto atual da medida. Entre eles estava uma determinação presente no projeto de lei que prevê a remuneração, por parte das plataformas digitais, pela utilização de conteúdos jornalísticos. De acordo com o Google, tal proposta sofre com a falta de clareza e poderia resultar em pagamentos indiscriminados.

O texto em tramitação na Câmara é relatado pelo deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) e institui a “Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet”. A ideia é “estabelecer normas, diretrizes e mecanismos de transparência para provedores de redes sociais, ferramentas de busca e de serviços de mensageria instantânea através da internet, assim como diretrizes para seu uso”.

De autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), a proposta de lei foi aprovada pelo Senado Federal em junho de 2020.

Leia também1 Parlamentares reagem a fala de Lula sobre "invadir" residências
2 Bolsonaro não irá se envolver em campanhas políticas em estados
3 Janaina Paschoal se sente traída por Geraldo Alckmin: "Facada"
4 Empresários saem preocupados de jantar com Gleisi
5 STF desmente fala atribuída a Luís Barroso sobre Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.