CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Multidão recebe Bolsonaro na chegada ao Rio Grande do Sul

Web se revolta com censura e acusa: #STFVergonhaMundial

Usuários voltaram a se manifestar contra o Supremo Tribunal Federal

Henrique Gimenes - 31/07/2020 14h43

Inconformados com as recentes decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), usuários de redes sociais se uniram, nesta sexta-feira (31), em uma nova campanha contra a Corte. No Twitter, a #STFVergonhaMundial foi levada aos assuntos mais comentados da plataforma.

Nas publicações, usuários fizeram críticas a integrantes do Supremo e denunciaram uma censura da Corte.

A manifestação ocorre após o ministro Alexandre de Moraes decidir ampliar sua decisão que bloqueou contas de Twitter de aliados do presidente Jair Bolsonaro. Com isso, a rede social estendeu o bloqueio dos perfis também fora do Brasil.

Outro motivo para a campanha contra o Supremo foi a notícia de que um ex-funcionário do Facebook e dois ex-funcionários do Google teriam revelado uma série de acusações contra um suposto conluio entre o STF e a rede social. A intenção seria a tentar censurar conservadores ou liberais alinhados à direita.

Por fim, ainda há a denúncia feita pelo jornalista Allan dos Santos de que o Supremo teria se negado a informar ao presidente que o governo brasileiro vem sendo espionado pela China e pela Coreia do Norte. Ele ainda acusou Luís Roberto Barroso de armar um golpe para cassar a chapa de Bolsonaro e Mourão.

Leia também1 Facebook não atenderá STF e manterá aliados de Bolsonaro
2 Allan dos Santos denuncia golpe do STF contra Bolsonaro
3 Ex-integrante do MBL avalia: "O orgulho precede a queda"
4 Ex-Facebook denuncia conluio com STF para censurar direita
5 Moraes amplia bloqueio de contas de aliados de Bolsonaro

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo