Leia também:
X Bolsonaro: ‘Forças Armadas não vão cumprir ordens absurdas’

Web resgata vídeo de Cármen Lúcia em evento sobre maconha

Ministra do STF participou do Cannabis Affair

Pierre Borges - 27/09/2021 13h41 | atualizado em 27/09/2021 14h26

Ministra Cármen Lúcia, do STF
Ministra Cármen Lúcia, do STF Foto: STF/SCO/Rosinei Coutinho

Nesta segunda-feira (27), o nome da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), tornou-se um dos assuntos mais comentados do Twitter, na categoria política. O motivo é o fato de a ministra ter participado de um evento online sobre maconha, em junho deste ano, com direito a folhas da erva enfeitando o layout da live.

– Quem porta droga e faz uso da droga não necessariamente comete um crime que pode ser equiparado a práticas que são realmente nocivas à sociedade e às pessoas, como o tráfico, a comercialização – disse a ministra no evento Cannabis Affair, nome que faz referência ao nome científico da maconha.

Também repercutiu bastante um trecho do evento em que a ministra defende que o uso de drogas é uma questão de saúde pública, e não de polícia.

Na ocasião, a ministra defendeu ainda que houvesse mais políticas de saúde voltadas para viciados.

– É preciso que o poder público brasileiro invista em políticas de saúde para aqueles que estão em uma situação de vício… seja pelo álcool ou por outro tipo de droga, que ele receba um tratamento – declarou.

Na época, durante a divulgação do evento, um dos seus idealizadores, Emílio Figueiredo, advogado especialista em cannabis, disse: “Trata-se da união de pessoas para ampliarmos a discussão sobre a cannabis e que vai apresentar uma visão ampla dos aspectos que envolvem suas diversas aplicações, produtos e serviços”.

Leia também1 Presidente da Croácia critica CNN: "Espalham o pânico"
2 Bolsonaro: 'Forças Armadas não vão cumprir ordens absurdas'
3 TSE pode considerar Bolsonaro e Mourão inelegíveis. Entenda!
4 Bolsonaro aponta ironia da CNN ter quadro Liberdade de Opinião
5 Esposa e filha de Eduardo Bolsonaro estão com Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.