Leia também:
X Colisão entre ônibus e caminhão deixa sete mortos e 34 feridos

Vereador Jorge Felippe assume comando da Prefeitura do Rio

Presidente da Câmara da capital fluminense deve comandar a cidade pelos próximos nove dias

Paulo Moura - 22/12/2020 08h45 | atualizado em 22/12/2020 09h38

Vereador Jorge Felippe assumirá a Prefeitura do Rio Foto: Agência Brasil/Tomaz Silva

Após a prisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), quem assumirá o comando da cidade pelos próximos nove dias será o presidente da Câmara dos Vereadores da capital fluminense, Jorge Felippe (DEM). A sucessão acontece em razão do atual prefeito não ter um vice, já que o eleito para o cargo, Fernando Mac Dowell (PL), morreu em maio de 2018, após complicações de um infarto.

Felippe nasceu em Bangu, na Zona Oeste da capital, é formado em Direito e autor da lei que implantou na cidade as escolas de tempo integral. Também criou leis que obrigaram a prefeitura a construir acesso para deficientes em calçadas e que tornou obrigatório o assento prioritário para esta parcela da população, além de para os idosos e gestantes.

Criador também da lei que regulamentou o serviço de táxi na cidade do Rio e do regramento que regulamentou o serviço do comércio ambulante, Jorge Felippe é vereador desde 1979 e é o presidente do Legislativo carioca com maior longevidade.

Após a prisão de Crivella, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM) contou nas redes sociais que ligou para Jorge Fellippe, pedindo para que a equipe de transição prossiga nos últimos dias de mandato.

– Conversei nessa manhã com o presidente da Câmara de Vereadores Jorge Felipe para que mobilizasse os dirigentes municipais, para continuar conduzindo suas obrigações e atendendo a população. Da mesma forma, manteremos o trabalho de transição que já vinha sendo tocado – destacou Paes.

Leia também1 Prefeito Marcelo Crivella é preso em operação policial no Rio
2 Crivella fala em 'perseguição política' e diz que espera 'justiça'
3 Colisão entre ônibus e caminhão deixa sete mortos e 34 feridos
4 Esposa de Oswaldo Eustáquio diz que jornalista fraturou vértebra
5 MPF investigará procurador que disse que "não quer trabalhar"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.