Leia também:
X Empresário pede que Kalil abra leitos e que não feche economia

Vereador Fernando Holiday anuncia que sairá do MBL

Ele destacou a falta de posicionamento contra o aborto, e de defesa a causas LGBT como principais razões da decisão

Thamirys Andrade - 28/01/2021 12h16 | atualizado em 28/01/2021 19h38

Vereador Fernando Holiday entrou no movimento em 2015 Foto: Reprodução

Um dos principais rostos do Movimento Brasil Livre (MBL) está deixando o grupo. O vereador Fernando Holiday (Patriota) confirmou a saída e disse que tomou a decisão por dois motivos que, para ele, são fundamentais: a oposição ao aborto e a defesa de causas da comunidade LGBT. O parlamentar, que é gay, demonstra insatisfação porque as bandeiras não são priorizadas pelo movimento.

– Estou saindo por razões pessoais. Tenho projetos que quero desenvolver; [projetos] que, nesse momento, não são prioridade para o momento, de proteção à vida e [de] causas LGBT – explicou em entrevista à Folha.

A decisão deve ser anunciada oficialmente nesta quinta-feira (28) em nota conjunta. Para Holiday, o divórcio será positivo para ambas as partes e ocorre de maneira “amistosa”, sem intrigas – “nem pública, nem nos bastidores”.

– Minha saída vai ter um impacto inicial para o movimento. Mas, por outro lado, vai ser uma oportunidade de o MBL testar novas vozes, novas lideranças. Acho que vai ser mais arriscado para mim, já que me tornei conhecido por causa do grupo – ponderou.

DISCORDÂNCIA SOBRE AS ELEIÇÕES DA CÂMARA
Recentemente, o vereador demonstrou também suas divergências com o grupo acerca da eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. Por meio do Twitter, Holiday desaprovou publicamente as críticas dos outros líderes do movimento ao deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS).

Ex-aliado do grupo, Hattem concorre à cadeira da Câmara, mas não tem o apoio do movimento por sua posição contrária ao impeachment do presidente Jair Bolsonaro. O MBL apoia o candidato de Rodrigo Maia (DEM-RJ), Baleia Rossi (MDB-SP), mas Holiday discorda.

– Qualquer candidatura do centrão representa tudo o que sempre combatemos. Repito: se eu fosse deputado federal, meu voto seria [para o] Marcel – escreveu nas redes sociais.

Holiday entrou no movimento dois meses após a sua fundação, em 2015. Logo ganhou proeminência e chegou à coordenação nacional. Ele foi eleito vereador pela primeira vez em 2016 e reelegeu-se no último ano. De acordo com a Folha, o parlamentar pretende concorrer ao cargo de deputado federal em 2022, pelo seu partido atual, Patriota.

Leia também1 Impeachment de Bolsonaro e eleições da Câmara racham MBL
2 Bolsonaro lidera pesquisa para Presidência em 2022, diz Atlas
3 Mourão fala em uma possível "reorganização do governo"
4 Bolsonaro se reúne com aliados do PSL para decidir novo partido
5 Defesa diz que leite condensado é para dar energia aos militares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.