Leia também:
X Governo Lula entrega somente à TV Globo imagens de atos no DF

Vereador do PDT apontado como líder de atos deve ser expulso

Processo contra Vanirto Conrad já tramita na Comissão de Ética do partido

Pleno.News - 16/01/2023 17h47 | atualizado em 16/01/2023 19h45

Vanirto Conrad Foto: Reprodução/Print de vídeo YouTube Portal Oeste em Foco

O vereador Vanirto Conrad (PDT) deve ser expulso do partido após ter sido apontado pela Polícia Civil de Santa Catarina como um dos líderes locais das manifestações, que sucederam a vitória de Lula (PT). As informações são do Jornal O Globo.

Carlos Lupi, presidente do PDT, confirmou que já tramita na Comissão de Ética da sigla um processo de expulsão de Conrad.

Varnito está em seu quarto mandato e é presidente da Câmara Municipal de São Miguel do Oeste.

Após o resultado das eleições de 2022, apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) organizaram protestos e bloqueios em todo o país. O nome do vereador foi listado, em novembro do ano passado, como um dos possíveis organizadores dos atos que ocorreram em Santa Catarina.

O PDT também apura se o parlamentar teve relação com as manifestações registradas em Brasília, quando as sedes do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF) foram depredadas.

Leia também1 "Meu CPF é um e o do Bolsonaro é outro", dispara Arthur Lira
2 Ministra revoga portaria sobre aborto que previa aviso à polícia
3 Zema sobre DF: Governo Lula fez vista grossa para ser vítima
4 Lira isenta Nikolas, Clarissa e André de acusações sobre os atos
5 Cresce o número de deputados contrários à intervenção no DF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.