Veja o que deve mudar com o decreto de armas de Bolsonaro

Cidadãos terão direito a duas armas. Texto deve ser editada no próxima semana

Pleno.News - 11/01/2019 17h22

Decreto de armas de fogo deve sair na próxima semana

Uma das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro, o decreto que facilita a posse de armas deve ser editado na próxima semana. De acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a medida deve ser publicada na segunda-feira (14) ou na terça-feira (15) já que o texto passa por “ajustes finais”.

Uma versão preliminar do texto foi apresentada pela SBT na noite de quarta-feira (9) e prevê que cada cidadão, que se encaixe nos critérios específicos, possa ter duas armas. Ele irá modificar o decreto de 1º de julho de 2004, assinado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para ter direito às armas, no entanto, os cidadãos precisam estar em uma das seguintes categorias.

  • agentes públicos de segurança e de administração penitenciária;
  • agentes públicos no exercício de atividades de poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente;
  • residentes de área rural;
  • residentes de áreas urbanas com elevados índices de violência, assim consideradas aquelas localizadas em municípios ou unidades da federação com índices anuais de mais de dez homicídios por 100 mil habitantes;
  • titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais;
  • colecionadores, atiradores e caçadores, devidamente registrados no Comando do Exército.

Outra medida será a necessidade de um cofre para residências que possuam crianças, adolescentes ou pessoas com deficiência mental. O local será utilizado para “armazenamento apropriado” de armas de cano curto. No caso das armas de cano longo, será necessário comprovar um local para o armazenamento.

A PF continuará sendo a responsável por analisar as justificativas do pedido de posse.

Já as outras atualmente em uso, como ter no mínimo 25 anos de idade e não possuir antecedentes criminais deverão continua em vigor, assim como a necessidade de passar por uma avaliação médica e psicológica.

LEIA TAMBÉM+ Saiba a diferença entre porte e posse de armas de fogo
+ Onyx: Decreto de armas deve sair até a próxima semana


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo