Leia também:
X Oposição aposta em derrota do governo na PEC dos Precatórios

Veja as principais ‘condições’ de Bolsonaro para filiar-se ao PL

Filiação do presidente ao partido irá pavimentar outras candidaturas

Monique Mello - 30/11/2021 17h58 | atualizado em 30/11/2021 19h09

Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro Foto: Reprodução/YouTube Partido Liberal

O “casamento” entre Jair Bolsonaro e o Partido Liberal foi concluído nesta terça-feira (30), após muita conversa entre o chefe do Executivo e Valdemar Costa Neto, presidente da sigla.

Uma das condições de Bolsonaro é indicar os nomes de candidatos ao Senado em todos os estados na disputa do próximo ano. Além da articulação da candidatura à reeleição de Bolsonaro, a filiação do presidente ao PL vai pavimentar a candidatura de aliados junto aos governos estaduais e ao Senado.

O presidente pretende ter parte principalmente sobre os palanques do partido nos três maiores colégios eleitorais do Brasil: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Em São Paulo, o nome de Bolsonaro para o governo é o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

No Rio de Janeiro, terceiro maior colégio eleitoral do Brasil, tem Cláudio Castro, que pretende disputar reeleição em 2022 e é do próprio PL, além de ter uma boa relação com o presidente da República.

Já em Minas, segundo maior colégio eleitoral, Bolsonaro disse a Valdemar que quer fechar uma aliança com o atual governador mineiro, Romeu Zema (Novo).

No entanto, Zema tem sido cortejado por outros presidenciáveis. Um deles é o ex-juiz Sergio Moro, com quem o governador mineiro teve um encontro na semana passada.

A expectativa é de que cerca de 30 deputados que atualmente estão no PSL sigam o presidente, indo para o PL durante a janela partidária de 2022.

Leia também1 Ao se filiar ao PL, Bolsonaro diz a Valdemar: 'Seremos família'
2 PL toca paródia de "Baile de Favela" em filiação de Bolsonaro
3 Vice da Câmara: Bolsonaro no PL torna difícil minha permanência
4 Flávio Bolsonaro e Rogério Marinho também se filiam ao PL
5 Bolsonaro: "Jamais tenho proposta para controlar a mídia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.