CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Desembargadora suspende soltura de homicidas no PR

Usuários se unem e pedem #impeachmentRodrigoMaia

Presidente da Câmara foi criticado após afirmar que o governo Bolsonaro era guiado por um "gabinete do ódio"

Henrique Gimenes - 06/04/2020 14h34 | atualizado em 06/04/2020 15h27

Nesta segunda-feira (6), usuários de redes sociais se uniram para pedir o impeachment do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). No Twitter, eles levaram a #impeachmentRodrigoMaia aos assuntos mais comentados da rede social.

As manifestações ocorrem após uma entrevista de Maia ao programa Canal Livre, da TV Band. Na atração, o parlamentar criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro e disse que ele possui um “gabinete do ódio” que é comandado “do exterior por esse Olavo de Carvalho”.

– Temos convicção de que há um grupo de empresários no Brasil bancando isso [disparo de fake news] (…) Toda semana eles tentam criar uma nova narrativa para enfraquecer o Parlamento, para enfraquecer o ministro [da Saúde] Mandetta. O ministro Mandetta começa, agora, a ser alvo de ataques absurdos desse gabinete do ódio que é comandado do exterior por esse Olavo de Carvalho, eu já faço parte desse ataque de forma permanente, o presidente do Senado, o presidente do Supremo – explicou.

Nas redes sociais, usuários criticam Rodrigo Maia e afirmaram que ele deveria estar preso.

Durante a entrevista, o presidente da Câmara também acusou Bolsonaro de espalhar desinformação.

– Acho que a sociedade nesse momento começa a entender que há muitas informações falsas, muitas mentiras, mas, mais do que isso, muita irresponsabilidade, que tem sido, infelizmente, muitas vezes comandada pelo próprio presidente da República – destacou.

Leia também1 Maia "impede" uso de fundo eleitoral contra a Covid-19
2 PEC do Orçamento de Guerra é aprovada pela Câmara

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo