Leia também:
X Vídeo: Bolsonaro faz “dancinha” do TikTok com jovens e ex-BBB

Unânime, TSE barra candidatura de José Roberto Arruda

Ex-governador está inelegível porque foi condenado por improbidade administrativa

Pleno.News - 29/09/2022 17h32 | atualizado em 29/09/2022 17h48

Ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (29), manter a impugnação da candidatura do ex-governador José Roberto Arruda (PL) ao cargo de deputado federal.

Arruda foi condenado por improbidade administrativa no âmbito das investigações relacionadas à operação Caixa de Pandora, deflagrada em 2009. Portanto, foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa e se tornou inelegível.

O tribunal atendeu ao pedido de impugnação do Ministério Público Eleitoral, derrubando decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) que havia permitido a candidatura de Arruda.

O ministro Kássio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), havia concedido uma liminar que devolveu os direitos políticos ao ex-governador. O ministro entendeu que Arruda seria beneficiado pela nova Lei de Improbidade Administrativa.

A decisão caiu, no entanto, com julgamento do STF que decidiu que a nova lei não se aplica a processos antigos.

*AE

Leia também1 TSE sorteia os ministros que cuidarão da apuração dos votos
2 Bolsonaro é orientado a levantar caso Celso Daniel no debate
3 Helicóptero com senador Álvaro Dias faz pouso de emergência
4 TSE manda remover trechos da super live de Lula com artistas
5 Lava Jato foi feita para tirar Lula da eleição em 2018, diz Alckmin

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.