Leia também:
X Justiça do DF manda PT pagar R$ 2 milhões em dívidas

TSE pede que STF investigue Bolsonaro por revelar invasão

Presidente divulgou informações da investigação da PF sobre suposta invasão ao sistema do TSE

Gabriela Doria - 09/08/2021 18h26 | atualizado em 10/08/2021 09h17

Presidente Jair Bolsonaro é alvo de notícia-crime por divulgar dados de investigação sigilosa Foto: PR/Alan Santos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (9). A ação quer a investigação de Bolsonaro por ter divulgado o inquérito sigiloso sobre a invasão ao sistema do TSE em 2018, que ficou a cargo da Polícia Federal.

Na última quarta-feira (4), durante entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Rádio Jovem Pan, o presidente Jair Bolsonaro mostrou um inquérito da Polícia Federal (PF) tratando de uma invasão ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018. O documento aponta roubo de informações e acesso a diversas informações.

A revelação foi feita ao lado do deputado federal Filipe Barros (PSL-PR), relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso auditável na Câmara.

De acordo com Bolsonaro, entre as informações acessadas estão o código-fonte de urnas eletrônicas, senhas de acesso de um ministro da Corte e ainda senhas de um servidor do TSE.

Após apresentar o texto, Bolsonaro disse ter certeza de que venceu o pleito no primeiro turno em 2018.

– E eu volto a dizer. Pelo meu sentimento, pelas minhas andanças pelo Brasil, nós ganhamos disparado no primeiro turno. E não quero inventar coisa aqui, mas são indícios fortíssimos – ressaltou.

A divulgação dos dados ocorreu durante entrevista do presidente

O presidente Jair Bolsonaro

 

Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgar em uma entrevista e em suas redes sociais na semana passada dados de investigação da Polícia Federal sobre a invasão ao sistema informático do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2018, a Corte pediu nesta segunda (9/8) ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o investigue por vazamento de inquérito sigiloso.

O TSE apresentou uma notícia-crime contra o presidente da República para ser analisada no âmbito do inquérito das fake news, sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

Leia também1 Bolsonaro revela inquérito da PF sobre invasão ao sistema do TSE
2 Veja os documentos divulgados por Bolsonaro sobre invasão
3 Testemunha de Dirceu na Lava Jato fará propaganda para o TSE
4 Bolsonaro: Barroso "apavorou" o Congresso contra voto auditável
5 Bolsonaro: "Querem decidir as coisas no tapetão no Brasil"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.