Leia também:
X Confira o registro da visita de Jair Bolsonaro a Silvio Santos

TSE irá prender candidato que divulgar fake news nas eleições

Também haverá prisão para quem contratar disparo de mensagens em massa

Pierre Borges - 16/12/2021 09h14 | atualizado em 16/12/2021 09h32

Tribunal considerou fake news os “fatos sabidamente inverídicos ou gravemente descontextualizados” Foto: STF/Felipe Sampaio

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (14), por unanimidade, o texto que irá regulamentar a propaganda eleitoral nas eleições de 2022. O trecho da minuta determina a prisão de candidatos que divulgarem fake news ou contratarem disparo de mensagens em massa.

A Corte determinou que aqueles que se enquadrarem em uma dessas ações sejam submetidos à pena de dois meses a um ano de prisão e a pagamento de multa. O tempo mínimo de prisão é de dois meses.

O texto define como “fake news” os “fatos sabidamente inverídicos ou gravemente descontextualizados” e prevê punição para quem divulgar este tipo de conteúdo, para beneficiar candidatos, partidos, federações ou coligações. Também não serão toleradas fake news que atinjam o processo eleitoral, incluindo processos de votação, apuração e totalização de votos.

No caso de contratação de terceiros para o envio de mensagens em massa, ou realização de comentários na internet para ofender a honra ou a imagem de candidato, partido, federação ou coligação, a punição será de dois a quatro anos e a multa de R$ 15 mil a R$ 50 mil.

De acordo com o relator, ministro Edson Fachin, a minuta foi elaborada com a contribuição dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), além de diversos partidos políticos, especialistas e entidades públicas e privadas.

Leia também1 Confira o registro da visita de Jair Bolsonaro a Silvio Santos
2 Maurílio sentiu dor na perna dias antes de sofrer mal súbito
3 Ratinho critica deputada petista e fala em ‘pegar metralhadora’
4 Bolsonaro fala em “tomar uma decisão” se STF aprovar novo marco temporal
5 Bolsonaro diz que Damares comanda ministério mais difícil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.