Leia também:
X Moraes: Veja quem são os alvos de mandados de prisão no ES

Transição lista emergências para Saúde no início do governo Lula

Relatório foi feito pela equipe coordenada pelo ex-ministro Arthur Chioro

Pleno.News - 16/12/2022 15h28 | atualizado em 16/12/2022 15h59

Reunião do Conselho Político de Transição na sede da Gabinete de Transição de Governo, no CCBB, em Brasília Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O médico Arthur Chioro, que coordenada a Saúde na transição do governo de Lula (PT), fez um alerta sobre o cenário encontrado na pasta. Os dados foram apontados durante reunião do Conselho Nacional de Saúde (CNS), nesta semana. As informações são do Metrópoles.

Pelo menos 16 pontos de emergência foram apontados por Chioro, que é ex-ministro de Saúde (2014-2015). Para ele, os destaques apresentados devem ser o foco da nova gestão. A equipe concluiu um relatório sobre a situação da pasta.

– Espero que a nova equipe [do Ministério da Saúde] tenha juízo de olhar esse material. Trabalhem como uma oferta que possa orientar o enfrentamento, porque é um trabalho muito sério e merece ser considerado – disse ele.

As declarações foram dadas na última quarta-feira (14).

Os pontos de emergência são: orçamento; controle de doenças transmissíveis e emergências em saúde; pandemia de Covid e resposta com vacinação; Programa Nacional de Imunizações (PNI); atenção especializada pela queda acentuada dos procedimentos e exames; ameaça de paralisação dos serviços de hemodiálise; provisão de profissionais médicos; estoques de insumos estratégicos para saúde; operação logística de armazenagem e distribuição; apagão do Datasus e de outros sistemas de saúde; saúde indígena; piso nacional de enfermagem; construção de poços de água no Nordeste; risco de colapso para doenças transmissíveis; governança, financiamento e gestão do SUS; e complexo econômico industrial de Saúde, transferências tecnológicas do SUS, rumo das Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs) e outras modalidades de aquisição usando poder de compra do SUS.

Leia também1 Urnas: USP analisa código-fonte, aponta erro, mas rechaça PL
2 Viagem de Lula à COP27 custou R$ 158 mil aos cofres públicos
3 SP: Garcia deixa para Tarcísio escolha de ouvidor das Polícias
4 Congresso aprova novas regras para emendas de relator
5 Escolhido de Lula para pasta é condenado por nepotismo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.