CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Internet “relembra” amizade entre empresário preso e Huck

Toffoli rejeita pedido de Sara Winter para afastar Moraes

Defesa da ativista foi ao STF pedir a suspeição do ministro no inquérito sobre atos antidemocráticos

Henrique Gimenes - 08/07/2020 14h27 | atualizado em 08/07/2020 15h11

Ministro Dias Toffoli e ministro Alexandre de Moraes Foto: Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, rejeitou um pedido de suspeição apresentado por Sara Winter contra o ministro Alexandre de Moraes. A solicitação foi feita no inquérito da Corte que investiga atos antidemocráticos.

No pedido, a defesa de Sara Winter afirmou que Moraes age como “juiz e vítima” no inquérito. Além disso, ela também apontou um uso do cargo, por parte de Moraes, para persegui-la “implacavelmente”, e explicou que o ministro é seu “inimigo declarado”.

Os advogados da ativista queriam suspender todos os atos de Moraes no inquérito dos atos antidemocráticos e também no inquérito das Fake News.

Ao rejeitar o pedido, no entanto, Toffoli apontou que a suspeição foi provocada por Sara, já que “logo após sofrer medidas processuais de busca e apreensão, propalou críticas e ameaças à Sua Excelência [Alexandre de Moraes] por vídeo postado em redes sociais”.

O presidente do Supremo também explicou que “somente a inimizade capital autoriza o afastamento do juiz da causa por suspeição”, e deixou claro que “a simples malquerença, antipatia ou inconformidade de opiniões ou de sentimentos não constituem motivos de suspeição de parcialidade do juiz”.

Sara Winter Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Leia também1 Pedido de investigação sobre nota de Heleno é arquivado
2 Otoni de Paula: "Alexandre de Moraes é o esgoto do STF"
3 Advogados lançam manifesto contra abusos legais do STF
4 "Não sei do que fui acusado", relata Oswaldo Eustáquio
5 Weber: Apreensão de menores deve continuar na pandemia

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo