Leia também:
X PGR aciona Moraes contra fim de acampamento em QG

Toffoli pede “perdão” a Lula por ter impedido ida dele a velório

Ministro falou com o presidente eleito durante a diplomação dele, na última segunda-feira

Paulo Moura - 17/12/2022 14h38 | atualizado em 20/12/2022 11h25

Dias Toffoli Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), teria pedido “perdão” ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por causa de uma decisão envolvendo a ida do petista ao velório de seu irmão enquanto ainda estava preso em Curitiba, no Paraná. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Em janeiro de 2019, após a morte de Vavá ter sido confirmada, a defesa de Lula pediu autorização à Justiça para que o petista se reunisse com familiares para a despedida do irmão, que ocorreu em São Bernardo do Campo, em São Paulo. A Polícia Federal (PF), no entanto, por meio do delegado Luciano Flores, se posicionou contra a saída do petista.

A avaliação da PF foi ratificada no Judiciário com as decisões tanto da Vara de Execuções Penais de Curitiba quanto do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Após as negativas das instâncias inferiores, o caso foi parar no STF. Na Suprema Corte, Toffoli concedeu decisão favorável a Lula, mas ela saiu já quando Vavá era sepultado.

De acordo com Bergamo, Lula não teria esquecido do episódio e chegou a manifestar a diversos interlocutores que guardava profunda mágoa do caso, chegando a evitar uma maior aproximação com Toffoli. No entanto, o ministro do STF teria aproveita a diplomação do petista, na última segunda-feira (12), para pedir “perdão” a ele.

– O senhor tinha direito de ir ao velório. Me sinto mal com aquela decisão, e queria dormir nesta noite com o seu perdão – teria afirmado o ex-presidente do Supremo ao petista.

Após a manifestação de Toffoli, Lula teria batido na mão do ministro e pedido para ele ficar tranquilo que depois os dois poderiam conversar de maneira reservada.

Leia também1 Lula pede radiografia das Forças Armadas a futuros comandantes
2 Armas: Dino revogará decretos e quer ajuda de igrejas evangélicas
3 Fora da cadeia, Sérgio Cabral quer ser consultor político
4 Ministro Barroso nega pedidos de liberdade de Serere Xavante
5 Sérgio Cabral deve deixar cadeia na segunda-feira, diz defesa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.