Leia também:
X PSDB decide apoiar Tebet com Tasso Jereissati de vice na chapa

“Todo aborto é um crime”, diz Ministério da Saúde em cartilha

Documento foi lançado nesta semana

Pleno.News - 08/06/2022 21h03 | atualizado em 09/06/2022 11h40

Ministério da Saúde edita cartilha e diz que “todo aborto é crime” Foto: Pixabay

Por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, o Ministério da Saúde lançou um manual que visa orientar profissionais da área no atendimento e orientação de mulheres vítimas de aborto. O documento foi disponibilizado nesta semana.

O guia defende que não existe aborto “legal” e diz que os casos em que há “excludente de ilicitude” devem ser comprovados após “investigação policial”. As informações são do G1 e do Metrópoles.

– Não existe aborto “legal” como é costumeiramente citado, inclusive em textos técnicos. O que existe é o aborto com excludente de ilicitude. Todo aborto é um crime, mas quando comprovadas as situações de excludente de ilicitude após investigação policial, ele deixa de ser punido, como a interrupção da gravidez por risco materno – diz trecho do texto.

Os créditos do guia apontam o secretário nacional de Atenção Primária, Raphael Camara, como editor geral.

A legislação brasileira permite a interrupção da gravidez em casos de estupro, risco para vida da gestante e feto anencéfalo.

Leia também1 Tarcísio diz ser contra aborto e descriminalização das drogas
2 Ativistas pró-aborto fazem protesto e tiram roupa em culto
3 Taís Araújo sobre aborto: "Não colocar a religião no meio"
4 DF recebe a Marcha Nacional em Defesa da Vida e Contra o Aborto
5 Pesquisa aponta que 59% dos brasileiros são contra o aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.