Leia também:
X Entenda o que é prevaricação, crime apontado pela CPI

“Tiraram um vagabundo da cadeia e tornaram elegível”

Presidente Jair Bolsonaro discursou em Chapecó, Santa Catarina

Monique Mello - 27/06/2021 16h46 | atualizado em 27/06/2021 16h59

Jair Bolsonaro em Chapecó (SC) Foto: Alan Santos/PR

Ao final da motociata realizada neste sábado (26), em Chapecó, Santa Catarina, o presidente Jair Bolsonaro fez um caloroso discurso aos populares presentes. A cidade catarinense é a quarta a receber o já famoso passeio promovido pelo chefe do Executivo, após Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

– Não tem preço uma recepção como essa – disse no início do discurso.

Bolsonaro falou sobre economia, CPI, voto impresso auditável, pandemia, Lula e reforçou que só Deus o tirará do poder.

– Não adianta nos atacar 24 horas por dia, porque não conseguirão, só uma coisa me tira de Brasília, é o nosso Deus, não vão ganhar no tapetão ou inventando narrativas.

Ao citar o ex-presidente Lula (PT), Bolsonaro criticou a recente elegibilidade do petista e sua possível candidatura.

– Tiraram um vagabundo da cadeia tornaram este vagabundo elegível, querem agora torná-lo presidente pela fraude, não conseguirão – declarou.

Bolsonaro garantiu que, diante de todas as pressões, “irá até ao final”.

– Não existe orgulho maior do que servir a pátria – finalizou.

Leia também1 Entenda o que é prevaricação, crime apontado pela CPI
2 Barroso elogia união de 11 partidos contra voto impresso
3 Bolsonaro afirma que "temos uma CPI de sete pilantras"
4 PSOL invoca Estatuto da Criança para incriminar Bolsonaro
5 Malafaia: "Senadores acusam Bolsonaro e protegem ladrões"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.