Leia também:
X Pontos de ônibus são campeões em risco de contágio por Covid

‘Tiraram Lula da cadeia para ele ser presidente na fraude’

Bolsonaro criticou falta do voto impresso

Pierre Borges - 01/07/2021 13h46 | atualizado em 01/07/2021 15h05

Presidente da República, Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o voto impresso e, citando uma “articulação” dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que “como [o sistema eleitoral] está aí, a fraude está escancarada”.

– Tiraram o Lula da cadeia, tornaram-no elegível para ele ser presidente na fraude. Isso não vai acontecer – declarou Bolsonaro durante conversa com apoiadores na manhã desta quinta-feira (1º).

Bolsonaro repudiou a postura dos ministros Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes, que atuaram para influenciar os partidos a rejeitarem a ideia de aprovar o voto impresso. No que classificou de “articulação” entre os membros da Corte, Bolsonaro afirmou que, se a resistência ao voto impresso prosperar, “esses três ministros vão ter que inventar uma outra maneira de termos eleições confiáveis”.

Contra o argumento de que a viabilização do voto impresso exigiria grande investimento público, Bolsonaro negou que seja um problema e garantiu: “Dinheiro tem…Já está arranjado [o] dinheiro para as eleições, para comprar impressoras”.

*Com informações da AE

Leia também1 Arthur Lira ironiza CPI da Covid: ‘Belíssimo trabalho, imparcial’
2 Bolsonaro participa de missa em Brasília com parlamentares
3 Flávio diz que Bolsonaro 'não quer dar visibilidade' a Miranda
4 Weber envia à PGR pedido de investigação contra Bolsonaro
5 Lira diz que não analisará agora "superpedido" de impeachment

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.