Leia também:
X Governo federal emprega 109 candidatos derrotados em 2022

Tarcísio contraria pacote de Lula e defende acesso a armas

"Eu entendo que a arma na mão do cidadão é sempre um poder de dissuasão", disse o governador

Pleno.News - 24/07/2023 21h26 | atualizado em 25/07/2023 13h18

Tarcísio de Freitas Foto: Sergio Barzaghi/Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), comentou, nesta segunda-feira (24), o pacote para segurança pública lançado pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na semana passada. O documento traz medidas para dificultar a compra de armas pela população. Tarcísio afirmou que “nunca se dificultou a compra de armas pelos criminosos no Brasil” e defendeu que “a arma na mão do cidadão “significa “poder de dissuasão” contra a criminalidade.

– Eu entendo que a arma na mão do cidadão é sempre um poder de dissuasão. No final das contas, você não sabe se o cidadão está armado ou não. Ele para pra pensar duas vezes se vai fazer uma abordagem ou não. Você ter o cidadão desarmado, o bandido sabe: “Esse cara está desarmado”. Eu tirei essa dúvida da cabeça do bandido.

A defesa às armas, pelo governador, foi feita em entrevista a jornalistas para detalhar uma operação conjunta de forças policiais dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul contra quadrilhas de tráfico de drogas.

A facilitação do acesso a armas foi uma das principais bandeiras do governo Jair Bolsonaro (PL), do qual Tarcísio foi ministro da Infraestrutura, e que agora é alvo da gestão Lula.

Agora, ao dificultar o acesso a armas, um dos objetivos do Governo Federal é evitar que os arsenais cheguem ao crime organizado. Segundo Tarcísio, “o criminoso está armado até o dente” no Brasil.

– Nossa ação de segurança pública, entre outras questões, é combater o contrabando de armas. Nunca se dificultou a aquisição de armas por parte dos bandidos, estão com armas que só os melhores exércitos do mundo têm. O que a gente tem que fazer é impedir que essas armas cheguem aos bandidos – disse, ao afirmar também que o governo estadual vai investir em inteligência para combater o contrabando de armas.

*AE

Leia também1 Justiça frustra ação e solta seis dos 18 presos na Cracolândia
2 Para Valdemar, TSE persegue Bolsonaro e Moraes o provoca
3 Valdemar sobre grandeza de Bolsonaro: “Máquina de votos”
4 Cracolândia: Tarcísio começa a “separar o bandido da vítima”
5 Pesquisa revela que 67,6% dos paulistanos aprovam Tarcísio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.