Leia também:
X Homem faz homenagem e tatua o rosto de Bolsonaro na coxa

STF: Randolfe pede a Moraes que ‘remova’ Aras de inquérito

Senador quer que o ministro do Supremo substituta o PGR na condução de um inquérito que trata de atos antidemocrático

Henrique Gimenes - 09/06/2021 21h03 | atualizado em 09/06/2021 21h37

Senador Randolfe Rodrigues Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Em petição enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (9), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) quer excluir o procurador-geral da República, Augusto Aras, da condução de um inquérito que trata de atos antidemocráticos. A investigação em questão tem como alvos parlamentares apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A informação foi dada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

O pedido foi feito ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Randolfe quer que Moraes acione o Conselho Superior do Ministério Público Federal pedindo a substituição de Aras do caso.

A iniciativa ocorreu após a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir, ao STF, o arquivamento do caso. Para o senador, “pugnar pelo arquivamento indevido de inquérito pode configurar, em tese, omissão ilícita, já que a persecução penal é um poder-dever, não se curvando a meros sentimentos pessoais do ocupante de plantão da cadeira de Procurador-Geral”.

De acordo com o veículo, Randolfe citou ainda, em sua petição, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid e as eleições de 2022. “Conceber rebaixar a guarda em plena marcha da CPI da Pandemia ou justo no avizinhar-se das eleições de 2022 soará como um sinal verde aos delinquentes que se portam como cupins da democracia”.

Leia também1 Moraes "cobra" PGR para decidir se arquiva inquérito sobre atos antidemocráticos
2 Barroso diz que há uma 'espécie de cristianismo do mal' no Brasil
3 Governadora do RN: 'Bolsonaro tem desvio mental e de caráter'
4 Câmara: Relator pede suspensão de Daniel Silveira por 6 meses
5 Toffoli libera volta de análise de ação no STF envolvendo Renan

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.