Leia também:
X Joice Hasselmann debocha de si mesma em vídeo de campanha

STF prorroga inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF

Decisão foi do ministro Celso de Mello, que atendeu a um pedido feito pela própria Polícia Federal

Henrique Gimenes - 05/10/2020 17h21

Ministro Celso de Mello Foto: STF/Carlos Moura

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu a um pedido da Polícia Federal (PF) e prorrogou por mais 30 dias um inquérito que investiga uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na instituição.

A decisão consta em um despacho publicado nesta segunda-feira (5).

O inquérito foi aberto em abril após a saída do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, pedir demissão e acusar Bolsonaro de interferência na PF.

“Defiro o pedido de prorrogação de prazo formulado pela excelentíssima senhora delegada de Polícia Federal que preside este inquérito, dra. Chistiane Correa Machado, consideradas, de um lado, as razões por ela apresentadas e tendo presente, de outro, a expressa concordância manifestada pela douta Procuradoria-Geral da República”, escreveu o ministro.

Leia também1 Bolsonaro conversa com líderes da Arábia e Coreia sobre acordos
2 STF vai analisar como Bolsonaro vai depor em inquérito da PF
3 Indicar pro STF é como escalar a Seleção Brasileira, diz presidente
4 Saiba quem é Kassio Marques, indicado por Bolsonaro ao STF
5 Bolsonaro se reúne com Maia e rebate críticas: "Estou errado?"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.