Leia também:
X Petista culpa Bolsonaro por corrupção na gestão Dilma

STF forma maioria para manter prisão de Zé Trovão

Resta apenas o voto de um ministro para o julgamento ser encerrado

Pierre Borges - 08/12/2021 13h16 | atualizado em 08/12/2021 13h19

Caminhoneiro Zé Trovão Foto: Reprodução/YouTube/Zé Trovão

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para rejeitar o pedido de Habeas Corpus (HC) impetrado pela defesa do caminhoneiro Marco Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão. Este era o último HC do caminhoneiro, preso no fim de outubro no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos.

O ministro Alexandre de Moraes ordenou a prisão de Zé Trovão no dia 1º de setembro por incitar “atos violentos” nas manifestações do dia 7 de setembro. O ativista chegou a ficar foragido no México por quase dois meses, mas retornou ao Brasil e se entregou à Polícia Federal (PF) no dia 26 de outubro.

Até o momento, três dos cinco ministros da Primeira Turma votaram pela rejeição do HC. São eles: Rosa Weber, Carmen Lúcia e o relator, Luís Roberto Barroso. Alexandre de Moraes se declarou impedido de votar, restando apenas o voto do ministro Dias Toffoli para o encerramento do julgamento.

Barroso justificou seu voto alegando que “a parte recorrente não trouxe novos argumentos suficientes para modificar a decisão ora agravada, que deve ser mantida pelos seus próprios fundamentos”.

Leia também1 Na Suécia, passaporte da vacina pode ser através de microchip
2 MDB oficializa pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência
3 Petista culpa Bolsonaro por corrupção na gestão Dilma
4 Jovem Pan rebate acusações de esquema interno de corrupção
5 STF prevê gastar R$ 16 milhões para custear recepcionistas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.