Leia também:
X Podemos planeja cobrar União Brasil por despesas com Moro

STF desmente fala atribuída a Luís Barroso sobre Bolsonaro

"O Brasil vive a naturalização da mentira", queixou-se Barroso

Monique Mello - 06/04/2022 12h40 | atualizado em 06/04/2022 13h00

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) desmentiu, por meio de nota publicada nesta terça-feira (5), uma fala atribuída ao ministro Luís Roberto Barroso, que têm circulado nas redes sociais. O magistrado teria dito que Bolsonaro “só seria eleito se passasse por cima de seu cadáver”.

Na publicação disseminada na web, Barroso teria dado a referida declaração durante uma live com juízes franceses. No entanto, de acordo com o STF, essa live nem mesmo existiu, e o texto foi publicado em um “blog desconhecido e reproduzido via WhatsApp e em diversas postagens no Twitter”.

– Luís Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) falou em uma reunião com juízes franceses que não reconhece legitimamente o presidente Jair Bolsonaro e afirmou categoricamente que não será reeleito. “Lula merece uma chance” concluiu Barroso – diz a postagem com uma foto do ministro.

– O Brasil vive a naturalização da mentira. Há uma nova atividade no país: a de traficante de notícias falsas. Vivemos uma decadência ética profunda – declarou Barroso na nota divulgada.

O STF não informou se irá acionar a página responsável pela publicação considerada fake news.

Leia também1 André Mendonça toma posse como ministro substituto do TSE
2 Silveira denuncia “perseguição” de Moraes contra sua mãe
3 Eduardo Bolsonaro: “Estou sendo vítima de patrulhamento”
4 STF autoriza Lula a usar falas hackeadas contra Dallagnol
5 Após ostentar relógio de R$ 50 mil, Lula critica classe média

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.