Leia também:
X Ex-estagiária de Lewandowski pede desculpas ao ministro

STF contrata Mário Cortella para realizar palestra de autoajuda

Acerto para a palestra do filósofo foi publicado no Diário Oficial da União

Paulo Moura - 08/10/2021 10h28 | atualizado em 08/10/2021 10h38

Mario Sergio Cortella Foto: Reprodução/Facebook

O Supremo Tribunal Federal (STF) contratou o filósofo Mário Sérgio Cortella, colunista da rádio CBN, para a realização de uma palestra de autoajuda na Suprema Corte. O acerto com o STF para a realização da apresentação consta em um extrato de inexigibilidade de licitação, firmado com a MS Cortella Consultoria, publicado no Diário Oficial da União (DOU) na última segunda-feira (4).

Extrato de inexigibilidade de licitação Foto: Reprodução/Diario Oficial da União

Chamada de Vamos lá! A força da esperança!, a palestra vai falar sobre “práticas de bem-estar para os servidores”. De acordo com a Suprema Corte, “a ação faz parte do Programa de Qualidade de Vida do STF (Viva Bem), que prevê um ambiente de trabalho humanizado para contribuir com a missão institucional da Corte”.

Ainda de acordo com o Supremo Tribunal Federal, a palestra vai falar sobre esperança, incertezas e desafios na vida e no trabalho após mais de um ano e meio de pandemia.

O valor exato do contrato firmado com a empresa de Cortella para a palestra no STF não consta no extrato publicado no DOU, mas um acerto recente com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 8ª Região, para uma apresentação a ser realizada no próximo dia 26 de novembro, custou R$ 40 mil aos cofres públicos.

Leia também1 Novas regras vetam carne moída com glândula, cartilagem e osso
2 Bolsonaro pede para diplomatas mostrarem inflação fora do país
3 Pedreiro que estuprou e matou evangélica usava calcinhas
4 Bolsonaro defende flexibilização de normas trabalhistas
5 Projeto oferece bolsa de R$ 600 para mulheres trans e travestis

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.