Leia também:
X Sargento preso com cocaína cumprirá pena na Espanha

STF: Bolsonaro quer fim da ‘farsa desse ex-ministro da Justiça’

Presidente falou sobre o inquérito que investiga uma suposta interferência na Polícia Federal

Pleno.News - 17/09/2020 20h09 | atualizado em 17/09/2020 21h08

Presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal Foto: Reprodução

Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu as investigações sobre uma suposta interferência na Polícia Federal (PF). Para o presidente, logo o processo será enterrado e “acaba com essa farsa desse ex-ministro da Justiça de me acusar de forma leviana”.

O inquérito que apura uma suposta interferência de Bolsonaro na PF foi aberto após Sergio Moro pedir demissão do Ministério da Justiça e acusar o presidente de tentar interferir no órgão.

– Fui acusado um tempo atrás pelo ex-ministro Sergio Moro de interferir na Polícia Federal. Isso é uma acusação dele (…) Agora o inquérito continua, e o ministro relator, Celso de Mello, queria que eu depusesse de forma presencial respondendo perguntas a dois advogados do Moro e mais o próprio Sergio Moro. Ora, ele não tem que perguntar nada para mim – explicou.

A decisão de suspender o inquérito foi do ministro Marco Aurélio Mello. A medida vale até que o plenário da Corte julgue se o presidente pode escolher a data e o formato de um depoimento que ele deve prestar à PF. Bolsonaro disse que apresentou o recurso na noite desta quarta-feira (16).

– Entrei com recurso ontem. Como o ministro Celso de Mello está de licença médica, o ministro Marco Aurélio deu uma liminar hoje suspendendo tudo nesse inquérito até que o meu pedido para ser ouvido por escrito seja analisado – apontou.

O pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU) deve ser analisado pelo plenário quando o presidente do STF, ministro Luiz Fux, colocar a ação em pauta. Ao comentar a medida, Bolsonaro criticou a acusação feita por Moro.

– Então está nas mãos do ministro Luiz Fux pautar isso daí. E aí, se Deus quiser, enterra esse processo e acaba com essa farsa desse ex-ministro da Justiça de me acusar de forma leviana. Ele alega no depoimento dele que não me acusou, trouxe fatos. É uma brincadeira. [Alega] que trouxe fatos e cabe agora ao MP e ao Supremo aprofundar as investigações -ressaltou.

Leia também1 STF suspende inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF
2 'Brasil está de parabéns pelo jeito como preserva o meio ambiente'
3 Em visita ao Nordeste, Bolsonaro é recebido "com festa" pelo povo
4 Soros critica Bolsonaro e doa R$ 26 milhões a ONG brasileira
5 Bolsonaro: 'Corrupção pra valer é com a família Marinho'

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.