Leia também:
X Bolsonaro ameaça tirar Brasil da OMS por ‘viés ideológico’

SP: Justiça proíbe atos pró e contra Bolsonaro na Paulista

Grupos estavam organizando manifestações para este domingo

Rafael Ramos - 06/06/2020 08h38 | atualizado em 06/06/2020 08h39

Manifestações na Paulista foram proibidas pela Justiça Foto: Reprodução

Atos pró e contra o presidente Jair Bolsonaro marcados para este domingo (7) na Avenida Paulista foram proibidos pelo Tribunal de justiça de São Paulo (TJ-SP). A decisão da juíza Aline Aparecida de Miranda é uma forma de evitar possíveis confrontos e prejuízos decorrentes do encontro.

– Impeço que os grupos manifestantes manifestamente antagônicos entre si se reúnam no mesmo local e data na Avenida Paulista, capital, no próximo dia 7 de junho, evitando-se assim confrontos e prejuízos decorrentes desta realidade, zelando as autoridades administrativas competentes para que tal empreitada possa ter seu efetivo sucesso – diz trecho da decisão da magistrada.

Na sentença, são listados os grupos Atos Antifascismo, Democracia, Pedalada Antifascista, Mais Democracia, Ato Antifascista, Torcida Organizada, Mancha Verde, Torcida Independente, Torcida Jovem, Gaviões da Fiel, Secundaristas em Luta, Canal Secundaristas, Democracia, Fascismo, Racismo e Homofobia, LBTQA, Vidas Pretas Importas, Brasil Contra o Comunismo, Movimento Juntos Pela Pátria, Damas de Aço e Guerreiras do Sudoeste.

Ao menos seis pessoas foram detidas pela Polícia Militar no ato que aconteceu no dia 31 de maio em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Um grupo de apoiadores do governo se enfrentou com um grupo de torcidas organizadas, que se dizia antifascista e pró-democracia.

Leia também1 Bolsonaro diz que atos contra governo são de "marginais"
2 Bolsonaro sugere uso da Força Nacional nos atos de domingo
3 Bolsonaro: Antifas são "idiotas que não servem para nada"
4 Boulos ignora pandemia e mantém ato anti-Bolsonaro
5 Símbolo Antifa tem exaltação ao comunismo e anarquismo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.