Leia também:
X Congresso aprova novas regras para emendas de relator

SP: Garcia deixa para Tarcísio escolha de ouvidor das Polícias

Lista tríplice foi apresentada ao atual governador desde outubro

Pleno.News - 16/12/2022 13h30 | atualizado em 16/12/2022 13h39

Rodrigo Garcia e Tarcísio de Freitas Foto: Governo de São Paulo

O governador Rodrigo Garcia (PSDB) decidiu deixar para o sucessor a escolha do próximo nome à frente da Ouvidoria das Polícias do Estado de São Paulo. A indicação ficará a cargo do governador eleito, Tarcísio de Freitas (Republicanos), que será diplomado na próxima segunda-feira (19). A diplomação formaliza o resultado da eleição e é a última etapa burocrática antes da posse, em 1º de janeiro.

O órgão policial funciona como uma espécie de “ombudsman da segurança pública no Estado”, responsável por receber denúncias de ações irregulares ou abusivas realizadas pelas polícias civil, militar ou científica.

A lista tríplice com os nomes dos possíveis substitutos foi apresentada a Garcia em outubro. Questionado pela TV Globo sobre a escolha, o governador respondeu por meio de nota, nesta quinta (15), que deixaria a escolha com Tarcísio. O processo de seleção de um novo nome para a ouvidoria se iniciou em fevereiro, com o fim do mandato de Elizeu Lopes Soares.

– O Governo de SP esclarece que a escolha do Ouvidor das Polícias do Estado de São Paulo para o biênio de 2022-2024 respeitou todos os prazos necessários de seleção e de apresentação de recurso. O processo teve início em fevereiro e, vencidas todas as etapas, a lista tríplice de nomes foi levada ao governador do estado em outubro e que, agora, em pleno período de transição, caberá ao governador eleito fazer a indicação do novo ouvidor da Polícia do wstado – diz a nota enviada à TV Globo.

O tema de segurança pública tem sido uma das bandeiras de Tarcísio. Na última terça (13), ele anunciou a nova cúpula das polícias em SP. O atual delegado-geral da Polícia Civil de SP, Osvaldo Nico Gonçalves, como secretário adjunto da pasta de Segurança Pública que será comandada pelo deputado Capitão Guilherme Derrite. A partir do ano que vem, a secretaria vai extinguir os cargos de secretários-executivos da Polícia Militar e da Polícia Civil, criados pelo ex-governador João Doria. Com a mudança, Nico assume a função de número 2 do novo titular da pasta.

O anúncio também inclui o diretor do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), Artur José Dian, que ocupará o cargo de delegado-geral da Polícia Civil, e o coronel Cássio Araújo de Freitas que será o comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo.

Tarcísio de Freitas anunciou ainda a recondução ao cargo do atual secretário-chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do Estado, coronel Henguel Pereira.

*AE

Leia também1 Tarcísio anuncia mais 6 nomes para administração de São Paulo
2 Tarcísio diz ter 'eterna gratidão e admiração' por Jair Bolsonaro
3 Tarcísio de Freitas afirma à CNN que nunca foi "bolsonarista raiz"
4 Tarcísio anuncia presidente da Petrobras para o governo de SP
5 PM é baleado na Cracolândia em ataque de usuários de drogas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.