CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Bolsonaro afirma que ações do STF apontam para crise

SP: Bruno Covas prorroga quarentena até 15 de junho

Estabelecimentos terão que cumprir uma série de protocolos para reabrirem

Rafael Ramos - 31/05/2020 08h48 | atualizado em 31/05/2020 08h50

Bruno Covas estende quarentena em São Paulo Foto: Reprodução

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, decretou, no sábado (30), a prorrogação da quarentena até o dia 15 de junho. Até a data estabelecida, o atendimento ao público fica proibido em estabelecimentos de atividades consideradas não essenciais.

A flexibilização da quarentena na cidade de São Paulo foi autorizada pelo governador João Doria para começar nesta segunda-feira (1º). Entretanto, Covas já havia anunciado que só retomaria as atividades após aprovação das propostas sanitárias apresentados pelos setores econômicos.

De acordo com o decreto, as atividades permitidas pela chamada fase laranja só serão liberadas após a apresentação de uma proposta à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET). Dentre os termos, é necessário protocolos de distanciamento, higiene e sanitização de ambientes, horários alternativos de funcionamento e esquema de apoio para colaboradores, especialmente para as mães que precisam trabalhar.

Os estabelecimentos só poderão retomar o atendimento ao público quando o termo de compromisso for publicado. Durante a fase laranja, os comércios e lojas terão sua capacidade reduzida em 20% e o atendimento será de apenas quatro horas seguidas.

Leia também1 Latam registra prejuízo de R$ 11 bi por causa de pandemia
2 MPF pede suspensão de uso da cloroquina em casos leves
3 RJ: Criança de 2 anos é curada de Covid após 15 dias no CTI
4 Justiça suspende decretos que pediam orações contra Covid
5 Contra cloroquina, CNS sugere florais para tratar a Covid-19

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo