Leia também:
X Conselho do MP suspende ex-coordenador da Lava Jato no Rio

Silvinei Vasques é dispensado do cargo de diretor-geral da PRF

Vasques ocupava o comando da Polícia Rodoviária Federal desde abril de 2021

Paulo Moura - 20/12/2022 08h30 | atualizado em 20/12/2022 14h31

Silvinei Vasques, da Polícia Rodoviária Federal Foto: Carolina Antunes/PR

O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, foi dispensado nesta terça-feira (20) do cargo que ocupava desde abril de 2021. A portaria que oficializa o desligamento dele da função, assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Silvinei Vasques virou réu por improbidade administrativa no dia 25 de novembro deste ano, após ser acusado de uso indevido do cargo que ocupava. A decisão foi tomada pelo juiz da 8ª Vara Federal do Rio de Janeiro, José Arthur Diniz Borges. O pedido havia sido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) no dia 15 de novembro.

No pedido contra Vasques, o procurador do MPF Eduardo Benones alegou que o uso indevido do cargo teria ocorrido por causa de uma publicação feita pelo então diretor da PRF no Instagram, na qual ele manifestava apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Além disso, um inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) passou a investigar uma operação da PRF no dia do segundo turno da eleição, quando agentes pararam ônibus que faziam transporte gratuito de eleitores. A corporação, ainda sob o comando de Silvinei, justificou que as fiscalizações versaram sobre questões técnicas dos veículos, como condições de pneus.

Leia também1 Conselho do MP suspende ex-coordenador da Lava Jato no Rio
2 Com tornozeleira eletrônica, Zé Trovão é diplomado em SC
3 Deputado Carlos Jordy celebra o nascimento da filha
4 Moraes determina multa de R$ 2,6 milhões a Daniel Silveira
5 Sérgio Cabral é solto após seis anos de prisão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.