Leia também:
X Cabral e empresários são condenados mais uma vez por corrupção

Sheherazade desafia Bolsonaro e diz: ‘Se gritar comigo, vai ouvir’

Jornalista convidou presidente para uma entrevista

Gabriela Doria - 25/06/2021 22h04 | atualizado em 25/06/2021 22h38

Rachel Sheherazade ‘convidou’ Jair Bolsonaro para entrevista Foto: Reprodução

A jornalista Rachel Sheherazade decidiu “avisar” ao presidente Jair Bolsonaro que não irá tolerar grosserias do chefe do Executivo. O comentário surge após Bolsonaro causar polêmica por novamente ofender repórteres ao ser questionado sobre a questão da importação da Covaxin.

Em seu Twitter, Sheherazade criticou a postura do presidente com a imprensa e chegou a dizer Bolsonaro é misógino.

– É doentia a forma como Jair Bolsonaro trata mulheres jornalistas. Isso me soa à misoginia, ou seja: ódio ou aversão a mulheres. Convido o presidente Jair Bolsonaro a conversar comigo sobre esse e outros assuntos. E aí, presidente, topa? Só um porém: Se gritar comigo vai ouvir – escreveu.

https://twitter.com/RachelSherazade/status/1408463835799883782

BOLSONARO VOLTA A SE IRRITAR COM REPÓRTER: ‘VOLTA PRA FACULDADE’
Nesta sexta-feira (26), durante entrevista coletiva em Sorocoba (SP), o presidente Jair Bolsonaro voltou a mostrar insatisfação com a imprensa.

Ao ser questionado por uma jornalista a respeito da compra da vacina Covaxin e das acusações de irregularidades no contrato, o presidente subiu o tom, haja vista que, de acordo com ele e com o ministro Marcelo Queiroga, a compra não chegou a ser concluída.

– Comprada quando? Responda! Pare de fazer pergunta idiota, pelo amor de Deus. Nasçam de novo, vocês. Ridículo! Vocês estão empregados onde? Vamos fazer pergunta inteligente, pessoal. A gente quer salvar vidas – disparou.

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

Em seguida, o presidente se dirigiu a outro repórter que endossava o questionamento da colega.

– Você de novo? Volta pra faculdade. Não… pro ensino primário – disse o mandatário.

Ainda na coletiva, Bolsonaro lembrou o pagamento do auxílio emergencial pelo governo federal e ressaltou o desempenho econômico do país.

– Gastamos em torno de R$ 300 bilhões, o equivalente a dez anos de Bolsa Família. Olha como está reagindo a economia – apontou Bolsonaro.

 

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.