Leia também:
X Caso MEC: STF ordena sigilo em inquérito que cita Bolsonaro

Sessão de Câmara no AM tem pancadaria entre vereadores

Briga foi motivada por inversão na ordem de discurso dos parlamentares

Paulo Moura - 30/06/2022 14h54 | atualizado em 30/06/2022 15h13

Sessão no interior do Amazonas teve pancadaria Foto: Reprodução/Twitter

Vereadores da Câmara Municipal de Boca do Acre, no interior do Amazonas, protagonizaram uma briga generalizada na última terça-feira (28) durante uma sessão do Legislativo municipal. De acordo com o portal G1, a confusão aconteceu por causa da inversão na ordem de discurso dos parlamentares.

Em vídeos divulgados nas redes sociais, o vice-presidente da Câmara, Wilkerson Roderick (PSC), e o vereador Jansen (Avante) aparecem em um momento de intensa discussão. Na sequência, os dois, e outras pessoas presentes na sessão, começam a trocar socos. Além deles, as vereadoras Genésia Rodrigues (PP) e Taísa Onofre (PP) também participaram do bate-boca.

A confusão aconteceu no momento em que os parlamentares discutiam o atraso no pagamento de agentes de limpeza urbana do município. Em determinado momento, no entanto, os vereadores começaram a se desentender por causa de uma mudança na ordem dos discursos.

– Quando chegou a minha vez de pronunciar sobre a questão, eu disse que estava presidindo a sessão, e que por isso, iria me pronunciar por último, como sempre acontece quando alguém conduz uma sessão. Mas o vereador Jansen ficou irritado, bateu na mesa e começou a falar palavras de baixo calão para mim. Depois o filho dele me bateu e eu me defendi – alegou Roderick.

Jansen, por outro lado, alegou que o filho foi agredido primeiro por Roderick. Em nota, o presidente da Câmara de Boca do Acre, Valfrido de Oliveira Neto, afirmou que não compactua com agressões físicas e verbais.

– Externo profundo lamento pelo ocorrido ontem dia 28/06/22, no Plenário Francisco Leite, que é a Casa do povo, expressão máxima da democracia, onde deve prevalecer o diálogo, respeito e espírito público – apontou.

Neto afirmou ainda que a Casa está adotando medidas para garantir a segurança dos parlamentares e que ele deve se reunir com o jurídico do Parlamento municipal para ver quais medidas legais serão adotadas.

Leia também1 Tigre morre nos EUA após ter pneumonia causada pela Covid
2 Garcia: 'Não quero que São Paulo vire play de eleição nacional'
3 Sob nova doutrina, Otan se prepara para guerra com Rússia
4 Homem comete suicídio após encontrar filho morto em carro
5 Moraes: "Podemos e devemos aperfeiçoar o sistema eleitoral"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.